O Zoológico de Goiânia volta a receber estudantes nos recintos de imersão, a partir desta sexta-feira, 29. O projeto de Educação Ambiental estava parado desde março de 2020, devido à pandemia da Covid-19. Os alunos da Escola Sesi da Vila Canãa serão os primeiros a participar das atividades e terão contato com 14 pavões, seis araras canindés, seis araras híbridas, tucano e cisne negro.

De acordo com o presidente da Agência Municipal de Turismo e Lazer de Goiânia (Agetul), Valdery Junior, o espaço de imersão é o único lugar no zoológico onde os visitantes podem entrar no recinto dos animais. “A imersão visa promover a conscientização ambiental, com o objetivo de trabalhar as questões vinculadas ao meio ambiente e às práticas no dia a dia”, explicou.

O trabalho desenvolvido no zoológico acontece graças a uma parceria entre a Agetul e a Secretaria Municipal de Educação (SME). Durante a visita, os alunos, acompanhados pelos professores, são recepcionados e acolhidos na portaria do parque, onde são repassadas as primeiras orientações. Em seguida, eles são encaminhados para o espaço de Educação Ambiental, onde recebem a palestra temática bem como as normas e orientações sobre o zoológico.

Nesta palestra são utilizados vários recursos didáticos e pedagógicos para que a abordagem dos conhecimentos científicos seja realizada de acordo com a faixa etária, escolaridade e interesse do grupo, como por exemplo, brincadeiras cantadas, contação de história, trilha pedagógica e outros, provocando, assim, o interesse dos participantes.

Wilton Morais, da editoria de Turismo e Lazer

Zoológico