Cerca de 300 servidores da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), que trabalham como operadores de máquina roçadeira e motosserra, recebem treinamento para melhorar a produtividade, bem como para garantir a manutenção preventiva, segurança, economia e durabilidade dos equipamentos.

Os trabalhadores foram divididos em seis turmas e as informações repassadas pela equipe técnica e pelo presidente da Casa do Pica-Pau, Luiz Hohl. O treinamento teve início na manhã desta terça-feira (28/1) e se encerra na tarde de quarta-feira ( 29/1) no Clube do Gari, no Jardim Europa.

Durante o encontro foi feita a demonstração do uso do equipamento e de metodologias para aperfeiçoamento do serviço e práticas de segurança para evitar possíveis situações de acidentes.

Em Goiânia, as equipes de roçagem promovem a limpeza das praças, canteiros, rotatórias, córregos, entre-pistas e demais áreas públicas. Já os operadores de motosserras fazem a poda e corte de galhos de árvores. Esses trabalhos acontecem no período diurno e noturno.

Durante a abertura dos cursos, o presidente da Companhia, Aristóteles de Paula, destacou que o serviço aprimora o aproveitamento de espaços habitados na cidade e garante o embelezamento das áreas públicas, além de contribuir com a saúde pública.

O treinamento é resultado de uma ação com a Casa do Pica-Pau para oferecer mais informações sobre o manuseio do equipamento. Luiz Hohl afirmou que acompanha a atividade nas vias públicas da cidade e reconhece o esforço do servidor em executar o serviço com excelência. “Nosso objetivo é esclarecer técnicas e formas de usar o equipamento sem esforçar muito o corpo e assim facilitar a jornada de trabalho”, disse.

Hacksa Oliveira, da editoria de Urbanização
Foto: Luciano Magalhães

capacitação

máquinas leves

servidores

Urbanização