Infraestrutura

Seinfra atuou em 100% dos 96 pontos de alagamento de Goiânia, diz relatório

Documento, elaborado em parceria com a Defesa Civil e AMMA, aponta avanços nas intervenções na capital

Publicado em: 19 de janeiro de 2021 às 11:11 | última atualização: 19 de janeiro de 2021 às 14:58

Tamanho da fonte:
-A A A+

A Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana (Seinfra) divulgou relatório de combate aos alagamentos na capital. Técnicos da pasta, em parceria com a Defesa Civil e AMMA, elaboraram o documento e apresentaram ao secretário Luiz Bittencourt, diretores, engenheiros, arquitetos e fiscais da Seinfra.

O levantamento aponta que 100% dos 96 pontos críticos de alagamentos em Goiânia receberam intervenção de limpeza e manutenção preventiva, inclusive com o auxílio de caminhão de jateamento hídrico, para a desobstrução do sistema de escoamento de água em locais com maiores entraves.

O secretário Luiz Bittencourt observa que a Seinfra trabalha com todos os recursos para solucionar os alagamentos. “Sabemos que Goiânia cresceu muito e que, proporcionalmente, os problemas também cresceram, mas a determinação do prefeito Rogério Cruz é de dar uma resposta rápida aos alagamentos no município. Por isso, estamos mobilizando nossas equipes para resolver as demandas o mais rápido possível”, afirmou.

De acordo com Bittencourt, os trabalhos de limpeza e manutenção preventiva são realizados todos os dias, durante todo o ano, em todas as regiões de Goiânia. “Nossas equipes trabalham inclusive nos finais de semana e feriados. Nosso objetivo é manter a cidade livre de alagamentos. Por isso, pedimos a colaboração de todos os cidadãos para que descartem o lixo de forma correta e evitem jogar nas ruas. Vamos cuidar da nossa casa!”

Dos 96 locais apontados no relatório, quatro já receberam solução por meio de obras de drenagem: a Avenida 2ª Radial, no Setor Pedro Ludovico, ganhou a ampliação do número de bocas de lobo; a Avenida Padre Monte, no Bairro Goiá, ganhou uma nova ponte; a Rua 1.141, no Setor Marista, recebeu cerca de 200 metros de rede de drenagem pluvial (GAP), pondo fim aos alagamentos no local.

Por fim, a Avenida Gabriel Henrique de Araújo, no Setor Goiânia Viva, foi contemplada com um bueiro tubular, que teve ampliada a sua capacidade de vazão com a instalação de dois conjuntos triplos de tubos de 1,5m de diâmetro e a construção de um tanque de contenção para diminuir o volume de água absorvido pela tubulação.

O relatório aponta ainda outras quatro obras de drenagem em andamento no Parque Oeste Industrial, Jardim das Esmeraldas, Setor Gentil Meireles e Vila Alpes. Além dessas obras, a Seinfra informa que estão sendo realizados estudos para solucionar os problemas em outras zonas que sofrem com precipitações da água da chuva.

Guilhermino Vieira, da editoria de Infraestrutura e Serviços Públicos