Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Coronavírus

Saúde Municipal amplia medidas para garantir proteção de profissionais

Além dos EPIs já disponibilizados, secretaria entrega proteção facial e barreiras nas recepções.

Publicado em: 08 de abril de 2020 às 12:02 | última atualização: 08 de abril de 2020 às 12:19

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia iniciou esta semana mais um reforço na proteção dos profissionais de saúde do município contra o coronavírus.   

Estão sendo disponibilizados 10 mil protetores faciais que chegaram na última sexta feira, 3. Os protetores auxiliam na proteção da cavidade oral, olho e nariz e complementam os demais equipamentos que já são entregues aos servidores como máscaras, óculos e luvas.

Os novos EPis seguem para as unidades de urgência e para as 81 unidades da atenção básica, com isso, os profissionais que estão na ponta do atendimento estarão atuando ainda mais protegidos. 

A Secretaria Municipal de Saúde também está atuando na proteção dos servidores administrativos que trabalham nas unidades de saúde. Barreiras de proteção em vidro temperado 6mm estão sendo instaladas nas recepções para evitar contato direto com pacientes, o que ajuda a prevenir contaminação, já que tanto pacientes como recepcionistas ficam mais distantes das gotículas de aerossóis emitidos de ambos os lados. Inicialmente são 27 divisórias de atendimento em 10 unidades de urgência e em seguida a instalação será feita em outras 16 unidades.

“Mais do que nunca nós temos que criar meios para proteção dos servidores. A gestão da SMS sempre seguiu as orientações do Ministério da Saúde para essa situação e sabe da importância de viabilizar mais segurança e melhores condições de trabalho para esses profissionais que estão na linha de frente no combate ao coronavirus. Todos os equipamentos de proteção individual estão sendo garantidos aos profissionais”- explica Silvio Queiroz, superintendente de gestão de redes de atenção à saúde.

Adriana Moraes, da editoria de Saúde