Coronavírus

Saúde intensifica fiscalização nos procedimentos de vacinação contra a Covid-19

Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde serão responsáveis pela supervisão das equipes de trabalho, além do manejo e guarda das doses

Publicado em: 18 de fevereiro de 2021 às 18:11 | última atualização: 18 de fevereiro de 2021 às 18:11

Tamanho da fonte:
-A A A+

A campanha de vacinação em Goiânia segue rígidos protocolos de qualidade e segurança preconizados pelo Ministério da Saúde. Sempre prezando pela segurança da população goianiense, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) intensifica a fiscalização, posicionando profissionais da própria Pasta para supervisionar as equipes de trabalho. Ainda, prosseguem os cuidados relativos ao manejo e guarda das doses de imunizantes.

Segundo o protocolo de segurança adotado pela SMS na vacinação contra a Covid-19, os enfermeiros e técnicos de enfermagem devem trabalhar em dupla. O objetivo é que enquanto um dos profissionais mostra a seringa antes e depois da aplicação para o paciente e seu acompanhante o outro deve acompanhar os procedimentos, assegurando que o passo a passo ocorra dentro dos padrões.

Ademais, as equipes de trabalho serão sempre supervisionadas por servidores experientes da própria Secretaria, garantindo o cumprimento das normas. Além dos cuidados seguidos nos pontos de vacinação, a SMS mantém o controle do transporte e manejo dos imunizantes, incluindo a conservação na temperatura adequada, higienização dos aplicadores e pacientes, bem como o planejamento de distribuição entre os pontos de imunização.

Prezando pela transparência, a Secretaria de Saúde estimula que o gesto vacinal seja filmado, no intuito de oferecer maior tranquilidade à população. Vale destacar que o fato ocorrido nesta quinta-feira (18/02) e também na última semana são pontuais e nenhum deles envolve servidoras lotadas na Pasta.

Balanço da vacinação
Até o momento, 69.061 doses já foram aplicadas em Goiânia, entre profissionais de saúde e idosos de três grupos específicos. Segue em andamento a vacinação dos idosos acamados com idade a partir de 60 anos, bem como das pessoas de 84 anos ou mais. Também está sendo aplicada a segunda dose da vacina Coronavac nos profissionais da saúde e idosos institucionalizados.

Luciana Gomides, da editoria de Saúde