Saúde

Saúde divulga Plano de Vacinação da Covid-19 em Goiânia

Nesta primeira fase serão vacinados idosos e pessoas com deficiência que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILPs) e trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente no combate à doença

Publicado em: 18 de janeiro de 2021 às 16:23 | última atualização: 18 de janeiro de 2021 às 16:24

Tamanho da fonte:
-A A A+

Durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (18/1), o secretário de Saúde de Goiânia, Durval Pedroso, detalhou o Plano Estratégico de Vacinação para a capital. O planejamento tem como objetivo nortear as ações do município para a execução da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 de forma ágil, segura, sem aglomerações e com foco no atendimento aos grupos preconizados pelo Ministério da Saúde. Durval Pedroso confirmou que Goiânia receberá inicialmente 30 mil doses da vacina Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan de São Paulo. Serão vacinadas 15 mil pessoas, com duas doses, e não haverá salas de vacina.

"A vacina irá onde está o público alvo, que, por determinação do Ministério da Saúde, serão idosos com 60 anos ou mais e pessoas com deficiência que vivem em abrigos, além de trabalhadores da saúde que atuam em unidades hospitalares de enfrentamento à COVID-19. A vacinação começa efetivamente na quarta-feira, dia 20", afirmou o secretário.

Em segundo momento, explicou o secretário, quando chegarem mais vacinas, serão disponibilizados sete postos de vacinação exclusivos, sendo um em cada Distrito Sanitário de Goiânia e um drive-thru no Estádio Serra Dourada. "O município de Goiânia possui uma capacidade extremamente elevada de vacinação. Estamos prontos para vacinar 30 mil pessoas por semana e estamos reforçando nossas equipes", frisou.

Mais de 690 enfermeiros e técnicos de enfermagem, classificados no Processo Seletivo – Edital nº 001/2020, estão sendo convocados para atuar nas unidades de saúde e na vacinação contra a Covid-19.

As vacinas serão armazenadas na Rede de Frio do município, que conta com uma câmara fria de 69 metros cúbicos (60m2), tem capacidade para armazenar 4 milhões de doses e possui controle eletrônico de temperatura. Já nas unidades de saúde onde haverá vacinação, serão utilizadas câmaras conservadoras de última geração, modelo existente em todas as unidades que oferecem vacinas de rotina na rede municipal de saúde.

Rafaela Anjos e Sirlene Mendonça, da editoria de Saúde
Foto: Jackson Rodrigues