O prefeito Rogério Cruz sancionou, nesta quinta-feira (22/12), ajuda de custo para os servidores da Educação já neste mês de dezembro de 2022. O projeto de lei foi enviado à Câmara Municipal na última semana e aprovado em tempo recorde. A proposta foi acrescida em 25% e alcança a totalidade de 18.985 servidores administrativos e professores da Rede Municipal de Ensino.

“Em agradecimento ao empenho de todos que trabalham pela Educação em Goiânia, que tem vivido uma verdadeira transformação, a gestão reconhece esse esforço. A conquista soma-se ao pagamento de reajuste do piso dos professores, em 15%, de três datas-bases e a concessão de 4.987 progressões horizontais”, assinala Rogério Cruz.

Coma sanção do prefeito, fica estabelecida ajuda de custo, para o mês de dezembro de 2022, nos seguintes valores: R$ 2.750 para funcionários administrativos, R$b4 mil para professores com regime de 30h semanais, e R$ 8 mil para professores com regime de 60h semanais. O impacto da medida é da ordem de R$ 78.082.734,60.

“A ajuda de custo é uma forma de a Prefeitura de Goiânia reconhecer o trabalho promovido por todos os servidores da rede, que se dedicaram para que Goiânia saltasse de 9º para o 4º melhor Ideb entre as capitais brasileiras”, afirma o secretário municipal de Educação da capital, Wellington Bessa.

Foto: Jackson Rodrigues

Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) – Prefeitura de Goiânia

prefeitura de goiânia