O prefeito Rogério Cruz inaugurou, na manhã desta sexta-feira (04/11), mais um ecoponto, a 5ª unidade de Goiânia. O espaço tem 1.486 metros quadrados construídos, e recebeu investimentos aproximados de R$ 268 mil, provenientes de recurso próprio do município. A unidade será administrada com uma parceira entre a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) e Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), e a estrutura conta conta com escritório, duas baias cobertas, sendo uma para descarte de pneus, e outra, para descarte de recicláveis, três baias descobertas, plataforma para descarte de resíduos, refletores de iluminação, três poços de infiltração e cercado em alambrado.

“O intuito é garantir um local adequado para facilitar o descarte de resíduos por parte da população, garantindo, ainda, a preservação do meio ambiente e a destinação correta dos materiais”, afirmou o prefeito Rogério Cruz, durante o evento, acrescentando que esse é o terceiro ecoponto inaugurado em menos de dois anos desta gestão. “Mais um espaço para a população descartar de forma consciente resíduos como entulho, galhos de árvores, pneus e consequentemente reduzir o número de descarte irregular em logradouro público e terrenos baldios”, afirma prefeito.

“Nós temos uma preocupação muito grande, que é manter o meio ambiente limpo. Nosso trabalho é intenso nesse sentido, e aqui parabenizo todos os servidores da Amma pelas ações desenvolvidas em prol do nosso meio ambiente”, contou o prefeito, ao citar os outros inaugurados na gestão: Ecoponto Campos Dourados (inaugurado em agosto de 2021); e o Ecoponto Jardim São José (inaugurado em abril de 2021).

De acordo com a Amma, a obra recebeu investimento aproximado de R$ 268 mil. “É uma obra voltada à preservação do meio ambiente e à destinação correta de resíduos. Conscientizar os moradores sobre a importância do descarte correto do lixo, para evitarmos possíveis danos ao meio ambiente, proliferação de doenças e poluição” explica o presidente da Amma Luan Alves.

A unidade será administrada pela Companhia Municipal de Urbanização de Goiânia (Comurg), como é feito com os demais ecopontos da capital.

Para o titular da companhia, Alisson Borges, a cultura do descarte irregular na capital precisa acabar e, para isso, a gestão municipal tem desenvolvido ações e projetos que minimizem esse  impacto e que proporcionem mais facilidade ao morador. “É exatamente por isso que estamos levando os ecopontos a todas regiões de Goiânia”, comentou.

O que descartar nos Ecopontos:

  • Entulhos da construção civil, que são encaminhados ao Aterro Sanitário de Goiânia, para disposição final.
  • Galhadas e podas de árvores e jardim que são utilizadas para compostagem ou levadas para o Aterro Sanitário de Goiânia, conforme demanda.
  • Resíduos recicláveis que são encaminhados às 13 cooperativas cadastradas no Programa Goiânia Coleta Seletiva.
  • Pneus que são levados para os pontos de coleta de pneumáticos e, posteriormente, coprocessados, conforme logística reversa já estabelecida.

ArborizaGyn
Ainda durante a inauguração do ecoponto, o prefeito Rogério Cruz citou que a gestão municipal vai lançar o novo ArborizaGyn 2.0, que visa levar às pessoas a plantarem mais árvores na cidade. “Nessa nova etapa, são mais 50 mil mudas de árvores plantadas em vias públicas”, citou, comentando que o lançamento será ainda em novembro.

Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) – Prefeitura de Goiânia