Os rígidos protocolos de biossegurança contra a Covid-19 garantem o funcionamento das instituições educacionais no início do ano letivo de 2022. Por cumprir integralmente e à risca as determinações das autoridades sanitárias de Goiânia, cerca de cem unidades funcionam temporariamente de forma parcial, somente enquanto durar o período de isolamento dos servidores que testaram positivo para a doença.

Desta forma, cerca de 224 instituições mantém atendimento completo das crianças e estudantes e a previsão de regularização do atendimento das demais unidades é para logo após a quarentena dos que tiveram contato com a Covid-19. As regras sanitárias determinadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deliberam sobre diversos cenários dentro das escolas e CMEIs, tomando como base sintomas apresentados, contato com positivados para Covid-19 e quantidade de casos positivos por turma, turno e unidade de ensino. 

Confira os principais protocolos em vigor atualmente:

  • Se apenas 1 caso confirmado: isolamento individual imediato do indivíduo.  
  • Se dois ou mais casos de crianças/estudantes confirmados na mesma turma, em um intervalo de 7 dias, informar DIREDU, CRE, CIEVS, suspender a turma por 6 dias, para que sejam monitorados e ou procedam os exames, caso estejam sintomáticos. 

Orientações gerais

  •  A SME reforça a obrigatoriedade do uso de máscara nos ambientes educacionais, além do uso de álcool em gel para higienização das mãos. 
  • Outra orientação diz respeito à limpeza e desinfecção das superfícies mais utilizadas pelos indivíduos nas unidades de ensino. 
  • A pasta orienta também quanto à identificação de locais para realização de testagem para Covid-19 na rede pública de saúde ou similares.

Outras medidas de segurança

Aliado aos protocolos de biossegurança que são cumpridos dentro das unidades de ensino, o retorno das aulas em Goiânia leva em consideração a vacinação dos professores e demais profissionais com a primeira dose, segunda dose e dose reforço contra a Covid-19. Além disso, a Secretaria Municipal de Educação (SME) segue acompanhando a imunização das crianças de 5 a 11 anos. Até agora, mais de 14 mil doses foram aplicadas nesse grupo na capital. 

Outra medida para reforçar a segurança da comunidade escolar é a testagem ampliada de profissionais e estudantes. A previsão da SME é de que os testes especificamente para esse grupo sejam realizados a partir da próxima semana nas Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) situadas em todas as regiões de Goiânia. 

Outra medida importante que contribui para a segurança nas unidades de ensino é a convocação de servidores aprovados no último processo seletivo da Educação. Até agora, 3.024 profissionais foram convocados para substituição de servidores efetivos, ausentes por atestados médicos e outros afastamentos legais. Nesta quinta-feira (26/1), os aprovados estão apresentando a documentação necessária para que possam ser lotados nas unidades de ensino o mais rápido possível.

Núbia Alves e Thiago Araújo, da editoria de Educação

educação

EducaçãoGyn

prefeitura de goiânia