Os alunos do 7º ao 9° ano da Escola Municipal Marcos Antônio Dias Batista, que fica no Setor Estrela Dalva, participaram de uma aula diferente na manhã desta terça-feira (19/11). No pátio da escola, cerca de 320 alunos assistiram a uma palestra sobre os direitos do consumidor com a chefe do Procon Municipal, Ana Paula Anjos.

A ação faz parte do Projeto “Formação do Consumidor Consciente”. A equipe do Procon tem levado até crianças e pré-adolescentes conceitos básicos sobre o Código de Defesa do Consumidor (CDC), bem como dicas de consumo consciente para que eles sejam multiplicadores em suas residências e passem para a família o que aprenderam com a atividade.

A estudante do 8° ano Joyce Soares anotou as principais dicas repassadas durante a palestra e quando chegar em casa vai explicar para toda a família, principalmente para a irmã, que teve um problema com a empresa de formatura. “Achei muito gratificante. A palestrante explicou sobre o que devemos fazer como consumidor. A minha irmã, no ano passado, fez a formatura dela. Quando foi pegar o álbum de fotos ela percebeu que tinha muitas coisas erradas e não sabia a quem procurar para reclamar”, pontou a aluna.

Segundo a diretora da Escola Municipal Marcos Antônio Dias Batista, Rosana Torquato, iniciar a educação para o consumo nas escolas é fundamental para a formação dos cidadãos. “Nós estamos numa época em que todos estão em um elevado nível de consumismo. As pessoas adquirem produtos sem necessidade ou além das suas possibilidades financeiras. É importante que as crianças aprendem como lidar com os gastos excessivos”, explicou Rosana.

“Com isso, também podemos ajudar a construir adolescentes conhecedores de seus direitos hoje, para que venham a se tornar consumidores conscientes amanhã. Foram passadas algumas noções da legislação, mas com uma linguagem mais simples que eles possam chegar em casa e repassar para seus pais,” afirmou a chefe do Procon Municipal, Ana Paula Anjos.

Anderson Clemente, da editoria de Defesa ao Consumidor

consumo consciente

defesa do consumidor

Procon