A Prefeitura de Goiânia orienta os proprietários de lotes particulares quanto aos cuidados que devem ser tomados com seus imóveis para evitar possíveis transtornos. A medida acontece diariamente, mas em função do período chuvoso e o aumento da proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como a dengue, febre amarela, zika vírus e chikungunya, a ação vem sendo reforçada.

Em Goiânia, os imóveis nessas condições são notificados via edital e os proprietários têm um prazo de oito dias para efetuar a limpeza. Se a determinação não for cumprida, os fiscais da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) fazem vistoria, seguida de notificação e logo após, o auto de infração com multas que podem chegar a R$5 mil. Caso o imóvel continue em condição inadequada, a Comurg promove a limpeza. Estes serviços serão cobrados e os valores serão incluídos no Imposto Territorial Urbano (ITU).

O poder público municipal é responsável pela limpeza das áreas públicas. O serviço é executado pelos colaboradores da Comurg e beneficia toda cidade. Já nos terrenos particulares, os donos precisam mantê-los limpos, bem cuidados e com o mato aparado.

Nesta quinta-feira (20/1), às equipes de roçagem e remoção estão nos lotes dos setores Oeste, Faiçalville, Jardim Balneário Meia Ponte e Parque dos Cisnes. Estima-se que uma média de 200 toneladas de resíduos serão removidas destes locais. Nesta semana, as equipes de limpeza já estiveram nos setores Jardim Balneário Meia Ponte e Jardim Guanabara. Logo, os serviços serão direcionados para o Parque Amazônia, Vila Rosa, Jardim Atlântico, Orlando de Morais, dentre outros.

O presidente da Comurg, Alex Gama, ressalta que a limpeza faz parte do cronograma diário de ações. “Uma cidade limpa é sinônimo de mais qualidade de vida aos moradores. Nosso objetivo não é aplicar multas e sim deixar o município mais limpo e reduzir os danos causados pelo mato alto, como proliferação de insetos, insegurança”, enfatizou.

Alex Gama ressalta ainda que é essencial que a comunidade também colabore e não faça descarte irregular de lixo, entulhos e recicláveis em vias e áreas públicas. Goiânia possui quatro ecopontos, o serviço de cata-treco e as coletas de lixo orgânico e seletivos que atende toda cidade.

Denúncia

As pessoas que residem próximas a lotes baldios ao notarem que o local está em situação irregular, poderão informar a administração municipal por meio do Aplicativo Prefeitura24horas.

Hacksa Oliveira, da editoria de Urbanização

Comurg

Limpezagyn

prefeitura de goiânia

Cidadão