Como parte das atividades do Agosto Dourado, mês definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para destacar o incentivo à amamentação, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu, neste sábado (13/08), a Hora do Mamaço. O movimento, no Parque Flamboyant, Jardim Goiás, teve participação de equipes multiprofissionais do Hospital e Maternidade Dona Iris (HMDI), com o apoio da Maternidade Nascer Cidadão (MNC).

Mais de 50 participantes, entre gestantes, lactantes, puérperas, pais e crianças ratificaram, por meio do ato simbólico de amamentar, a importância do aleitamento materno para o desenvolvimento das crianças, principalmente nos primeiros meses de vida. A programação contou com palestras, oficinas e roda de conversa sobre ordenha, armazenamento e doação de leite humano para salvar vidas de crianças que nascem prematuras.

O titular da SMS, Durval Pedroso, representou o prefeito, Rogério Cruz, e afirmou que o evento teve o resultado esperado. “A nossa intenção foi reunir mães e bebês que recebem atendimento nas maternidades de Goiânia para incentivar o aleitamento materno”, esclareceu.

Segundo ele, apesar das rodas de conversas e palestras já desenvolvidas nas unidades sobre o tema, “o Mamaço representa a importância do aleitamento materno, dos benefícios que oferece para mãe e filho, além do amor e carinho que o ato representa”.

Informações importantes sobre aleitamento materno foram repassadas às mães durante as palestras. A coordenadora de Enfermagem do HDMI, Cristiane Vieira Manso, reforçou que o leite é um alimento completo, que protege a criança de infecções e alergias, contribui para a dentição e fala, e é essencial para o desenvolvimento infantil.

“Nossa manhã foi muito especial, dedicada integralmente a esse momento tão importante que é a amamentação em espaço público, livre de qualquer tipo de preconceito”, ressaltou Cristiane.

Além dos benefícios, as facilidades também foram destacadas. O leite materno está sempre pronto, na temperatura certa e pode ser dado a qualquer hora do dia ou da noite. Pode ser alimento exclusivo até os seis meses de idade. Depois desse período, a nutrição do bebê é complementada com alimentos saudáveis, até os dois anos ou mais.

Vanessa Venise Brito dos Santos é a mãe da Valentina Isabella dos Santos, que nasceu prematura e ficou na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) por 90 dias. Ela relatou a experiência e a importância da doação de leite materno.

“Minha filha nasceu prematura, foi direto para UTIN e não tive a oportunidade de amamentá-la”, lembrou. Ela apontou que, graças às doações ao Banco de Leite do HMDI, Isabela, hoje com quatro anos, está bem, forte e se desenvolve. Ao agradecer o trabalho humanizado da unidade de saúde, Vanessa reconheceu que “muitas pessoas não sabem o quão importante é o trabalho que desenvolvido, mas muito grata a cada um dos profissionais que tanto me auxiliaram”.

Agosto Dourado
A campanha Agosto Dourado foi criada em 1992 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). A cor se deve ao padrão ouro de qualidade do leite materno. Com tema “Fortalecer a amamentação: educando e apoiando”, neste ano, reforça a importância de a sociedade compreender os benefícios do aleitamento para incentivar a prática entre as mães.

Secretaria Municipal de Saúde (SMS) – Prefeitura de Goiânia

Agosto Dourado

amamentação

prefeitura de goiânia

Saúde