O tráfego de ônibus no anel interno da Praça Cívica será liberado pela Prefeitura de Goiânia, neste domingo (11/09), às 6h, mesmo com o andamento das obras do BRT Norte-Sul no local. Para tanto, as secretarias municipais de Infraestrutura e de Mobilidade executaram serviços necessários para a liberação do trânsito, como forma de facilitar a mobilidade e oferecer segurança a pedestres e condutores.

De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura, Everton Schmaltz, as obras da Praça Cívica, que se encontram em fase de conclusão, e compõem o sistema viário, incluindo os terminais e estações, são as últimas grandes intervenções que estão sendo feitas para todo o planejamento do BRT 2.

“Este serviço abarca, atualmente, a conclusão do anel interno da Praça Cívica, que é feito em piso em concreto, onde possui quatro estações a serem construídas, sendo que duas delas já estão em andamento”, explica.

Já em relação à pavimentação, para liberação do tráfego já neste final de semana, o secretário informa que foi concluída pela Secretaria de Infraestrutura, cabendo à Secretaria da Mobilidade a sinalização, tanto vertical quanto horizontal. Há, ainda, como explica Everton Schmaltz, apontamentos a cargo da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), para que os ônibus possam circular pela parte interna da Praça Cívica.

Os serviços de calçadas e acessibilidade, de acordo com o titular da Seinfra, passaram também por análise do Estado, porque o local possui intenso tráfego de pedestres, principalmente em busca de atendimentos em secretarias e demais órgãos institucionais do governo estadual.

Quanto às calçadas e serviços de acessibilidade, de acordo com a Seinfra, já há um novo projeto que será executado o que, segundo a pasta, não atrapalha o tráfego interno.

O secretário municipal de Mobilidade (SMM), Horácio Mello, explica que o trabalho no local, com a liberação para trânsito de ônibus, é para mitigar os riscos à segurança dos pedestres, considerando que as obras do BRT ainda estão em andamento.

Nesse sentido, o local já conta com sinalização, por meio de faixas horizontais e verticais. “É um processo contínuo. Os agentes de trânsito vão acompanhar a liberação do tráfego local, para garantir a segurança das pessoas que trafegam pelo local, mesmo com as obras do BRT em andamento”, pontua Horácio Mello.

Estações
O titular da Seinfra afirma que as quatro estações de embarque e desembarque já estão sendo construídas e não vão interferir de forma direta no tráfego no local. “Após esta fase, teremos a conclusão das quatro estações da Avenida Goiás, e que aguardam, da parte da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), a liberação do documento específico ambiental, para que essas obras possam ser iniciadas. “E, com isso, a gente completa todos os serviços de obras rodoviárias do complexo BRT, trecho 2”, ressalta.

Everton Schmaltz estima que a previsão para conclusão desse trabalho seria para dezembro de 2022. Pontua que havia perspectiva de adiantamento de tempo, para novembro, mas que, por se tratar de obras em locais de alto nível de interferência, todas essas demandas foram e estão sendo resolvidas, para que o curso das obras tenha continuidade.

“A partir do mês de dezembro, com todas as obras físicas concluídas, ficará somente a finalização das coberturas das estações, já que elas só poderão ser realizadas quando realmente o sistema for efetivado, bem como toda a parte de instalação de tecnologia, como mobiliário, e uma série de elementos, como WiFi”, diz Everton Schmaltz.

O secretário projeta que, entre janeiro e maio de 2023, as obras do trecho 2 serão concluídas, com a participação da RedeMob, de forma conjunta com a CMTC. “A parte física, de atribuição da Secretaria de Infraestrutura, já está em franca conclusão. E, de acordo com o que temos em nosso planejamento, isso se dará até dezembro deste ano”, reforça.

Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) – Prefeitura de Goiânia