O prefeito Rogério Cruz inaugurou, neste domingo (26/06), os últimos dois quilômetros de ciclofaixas que formam o Anel Cicloviário, que liga a Avenida T-63 e a Avenida dos Alpes. O anel tem extensão de 13 quilômetros. Objetivo é garantir mais segurança para os ciclistas que trafegam na região.

Inauguração ocorreu durante Pedal Junino na Bike com Deficiente Visual, uma parceria da Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) com a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC). Participaram 110 pessoas, dentre elas 20 deficientes visuais.

“Nossa gestão está focada em proteger os mais frágeis. Estamos trabalhando na implantação de mais ciclovias e ciclofaixas para que os ciclistas possam se locomover com mais segurança pelas vias. Eu mesmo sou um cicloativista, e conheço a causa”, disse Rogério Cruz.

O trecho de dois quilômetros compreende as ruas Suécia, Dinamarca, Avenida Marco Polo, Praça Itapuã, Rua Incas e Rua V-7, que vão servir como conexão entre as ciclovias já existentes na Avenida T-63 e Avenida dos Alpes. O trajeto completo, batizado de Anel Cicloviário, conta com 13 quilômetros de extensão.

Laina Aparecida Silva, de 62 anos, é deficiente visual, e falou sobre a experiência de ser conduzida pelas ciclofaixas. “Esse evento está sendo maravilhoso, com condutores atenciosos que fazem muito bem para os DVs (Deficientes Visuais)”, afirmou. Um dos guias foi o secretário executivo de Mobilidade, Ciro Meireles. “Além de trabalharmos na parte de infraestrutura, estamos incluindo pessoas; essa é uma gestão humana”, disse.

O secretário de Mobilidade, Horácio Mello, lembra que o lema da gestão é “Cuidar das pessoas”. “Este passeio ciclístico deixa mais claro ainda a necessidade de proteção das pessoas que precisam de espaço e garantia de segurança. O prefeito nos deu essa missão, e estamos focados e trabalhando na ampliação da malha cicloviária da nossa cidade”, afirmou.

Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) – Prefeitura de Goiânia

Ciclovias

Mobilidade Goiânia

prefeitura de goiânia