A Prefeitura de Goiânia, por meio da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), escalou 800 servidores para serviços de varrição e catação nas vias públicas da cidade, nesta terça-feira (17/05).

Trabalhos são intensificados em função do período de transição entre as estações de outono e inverno, que resulta no aumento de folhas secas nas ruas. Espécies como sete-copas, gameleira e jambo-do-pará são as mais atingidas pela mudança climática. Uma única árvore pode encher até 10 sacos de 100 litros de folhagens em um dia.

A Comurg possui um mapeamento dos locais onde há maior número dessas árvores. O Bairro Goiá, na Região Sudoeste da capital, é um desses locais. Somente nesta terça-feira, 20 colaboradores foram destacados para a varrição. De acordo com o presidente da Companhia, Alisson Borges, a estratégia é necessária, pois, é nesta época do ano que ocorre grande volume de quedas de folhas secas. “Na maioria dos casos, o mesmo local incorrerá na mesma situação, horas depois, devido ao volume de queda”, pontua.

O presidente da Companhia ressalta que o reforço na varrição é para evitar acúmulo de resíduos e propiciar um ambiente mais limpo. Os agentes da Comurg alertam a população para não atear fogo nas folhagens e ajudar na limpeza de forma segura e correta. “Infelizmente, é comum atear fogo nessas folhas secas, porém a prática é arriscada, prejudica o meio ambiente e está suscetível a multa e penalidades”, destaca Alisson Borges.

O produto da varrição é recolhido pela coleta regular de resíduos domiciliares, e encaminhado para disposição final no aterro sanitário de Goiânia.

Companhia de Urbanização de Goiânia – Prefeitura de Goiânia

Comurg

Limpeza Goiânia

prefeitura de goiânia

Cidadão

Empresa

Servidor

Turista