O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, envia à Câmara Municipal, nesta terça-feira (15/02) projeto de lei que concede auxílio-locomoção e vale-transporte a 5 mil servidores temporários da Rede Municipal de Ensino.

Serão contemplados aqueles que atuam na função de Profissional da Educação II e os trabalhadores administrativos da Secretaria Municipal de Educação.

“É uma iniciativa inédita da gestão municipal, que atende às demandas de mais de 5 mil trabalhadores e sindicatos representativos. O benefício garante a valorização desses profissionais, que tanto fazem pela formação de nossas crianças”, afirma o prefeito.

O projeto altera a lei n.º 8.546/2007, que trata de disposições estatutárias aplicadas aos contratados por tempo determinado, para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público. Mediante a aprovação do texto, os servidores temporários passam a ter direito ao benefício.

“Esse projeto, que vai virar lei, é o resgate de mais um compromisso com a Educação. Já criamos 3 mil vagas para atender a comunidade nas instituições de ensino e aplicamos cerca de R$ 40 milhões na reforma e ampliação das unidades. É assim que cuidamos deste setor fundamental”, pontua o prefeito.

O secretário municipal de Educação, Wellington Bessa, afirma que “o projeto de lei foi revisto pelas secretarias competentes e, agora pronto, honra com compromisso feito pelo prefeito Rogério Cruz com os 5 mil temporários”.

Secretaria de Comunicação – Prefeitura de Goiânia

educação

EducaçãoGyn

prefeitura de goiânia