Com o objetivo de otimizar o descarte irregular de objetos recicláveis nas vias públicas, a Prefeitura de Goiânia ampliou horário de atendimento em três ecopontos da capital. Desde o início de março, os ecopontos Faiçalville, Jardim Guanabara e Campos Dourados que, antes, funcionavam das 07h às 19h, agora recebem resíduos até às 22h.

Os ecopontos foram projetados e construídos pela Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) para a coleta de resíduos sólidos. Os espaços têm áreas categorizadas para receber sucatas, pneus, móveis e eletrodomésticos, resíduos de construção civil, resíduos gerados por limpezas particulares, como galhos e folhas, e materiais recicláveis (madeira, vidro, papel, plástico, papelão, dentre outros).

O que não pode ser reaproveitado é levado para o aterro sanitário. Atualmente, a capital possui quatro ecopontos, administrados pela Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), instalados em locais com alta demanda de moradores, com objetivo de evitar descarte irregular do lixo.

A extensão do atendimento por mais três horas foi inicialmente implantada nas unidades de maior fluxo de depósito. Com isso, a população tem mais tempo para o descarte voluntário de objetos recicláveis, o que otimiza a coleta seletiva.

Mediante adequações físicas já em planejamento, o Ecoponto São José também deve ampliar seu funcionamento em breve. Por enquanto, a unidade segue com atendimento das 07h às 19h.

O prefeito Rogério Cruz ressalta que a ampliação do horário de atendimento pode contribuir para redução do descarte irregular de lixo nas vias públicas. “A iniciativa é fundamental para tornar a cidade sustentável e proteger o meio ambiente. Com uma estrutura simples, aumentamos a vida útil do aterro sanitário, ampliamos o quantitativo de materiais recicláveis coletados e reduzimos os descartes clandestinos nas áreas verdes”, afirmou.

O vice-presidente da Comurg, Alisson Borges, ressalta importância de descarte dos materiais recicláveis nos ecopontos. “Evita o encaminhamento ao aterro sanitário. Como os ecopontos são destinados à reciclagem, aquilo que é passível de reaproveitamento não gera volume no local, o que aumenta a vida útil do próprio aterro”, explica.

Além de ajudar na preservação do meio ambiente, Alisson reforça que os ecopontos são cruciais para o sustento de famílias na capital. “Os resíduos reaproveitados são direcionados a 13 cooperativas cadastradas junto à Prefeitura, além de utilizados pela própria Comurg na urbanização da cidade e ornamentação de canteiros, praças e rotatórias”, informa.

Confira os endereços e horários de funcionamento dos ecopontos:

Funcionamento das 07h às 22h

Ecoponto Faiçalville: Avenida Nadra Bufaiçal, esquina com a Avenida Madrid – Setor Faiçalville
Ecoponto Guanabara: Rua GB-5 esquina com a rua GB-6 – Jardim Guanabara II
Ecoponto Campos Dourados: Rua Aracati, esquina com a Rua São João Del Rei – Residencial Campos Dourados

Funcionamento das 07h às 19h

Ecoponto São José: Rua Frei Nazareno Confaloni, esquina com Rua Irmã Maria Bernarda – Jardim São José

Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) – Prefeitura de Goiânia

AMMA Goiânia

ecopontos

Meio Ambiente

prefeitura de goiânia

Cidadão