A Prefeitura de Goiânia trabalha para ampliar as ações de saúde nas escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis). Uma das medidas adotadas pela gestão municipal é a apresentação do cartão de vacinação atualizado, durante o processo de matrícula em escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) da Prefeitura de Goiânia.

A medida objetiva proteger as crianças e adolescentes de doenças que podem ser evitadas, e atende acordo de cooperação entre as secretarias municipais de Educação (SME) e de Saúde (SMS). Com isso, o município visa ampliar as atividades do Programa Saúde na Escola, incluindo ações de vacinação, segurança alimentar, combate à dengue e prevenção da obesidade nas instituições educacionais.

O cartão de vacinação ou a declaração de conformidade emitida pelas unidades de saúde devem apresentar os registros dos 17 imunizantes que integram o Programa Nacional de Imunização. Entre as vacinas, estão BCG, Hepatite A e B, Poliomielite, Febre Amarela, Sarampo, Caxumba, Rubéola, Difteria, Tétano e Pertussis (DTP).

O secretário municipal de Educação de Goiânia, Wellington Bessa, explica que a apresentação do cartão de vacinação é importante para que a gestão do prefeito Rogério Cruz possa planejar estratégias para ampliar a imunização de crianças e adolescentes. “A Educação e a Saúde estão trabalhando de forma conjunta para melhorar a cobertura vacinal de doenças que podem ser evitadas com vacinas seguras, como poliomielite e meningite, por exemplo”, afirma.

A medida adotada pela Prefeitura de Goiânia cumpre, ainda, o Estatuto da Criança e do Adolescente, que torna obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias e que garante a saúde coletiva da população.

“Além do controle sobre as vacinas, que vão garantir proteção às crianças, a Caderneta de Vacinação é um documento importante que será exigido durante toda a vida de uma pessoa, inclusive na fase adulta. Portanto, é de fundamental importância que sejam constantemente atualizadas, e essa parceria com a SME tem exatamente esse objetivo”, esclarece o secretário municipal de Saúde da capital, Durval Pedroso.

Vacinação contra a Covid-19
A vacina contra a Covid-19 não integra o Programa Nacional de Imunização. Apesar disso, a imunização contra a doença é incentivada no ambiente escolar. Neste ano, 6 mil crianças foram vacinadas contra a Covid-19 em escolas e Cmeis da capital. A vacinação nas unidades educacionais ocorreu mediante autorização de pais ou responsáveis.

A estratégia desenvolvida pela gestão municipal, segundo o prefeito Rogério Cruz, ampliou a segurança sanitária nas unidades. “A iniciativa, que teve início em fevereiro deste ano, promoveu a busca ativa das crianças que não haviam sido vacinadas até aquele momento. O resultado foi positivo e, por isso, vamos ampliar as ações do Programa Saúde na Escola em 2023”, explica.

Além de garantir a vacinação no ambiente escolar, a Prefeitura de Goiânia reforçou o uso de máscara, e o cumprimento dos protocolos de biossegurança, que incluíram o distanciamento, higienização das mãos e a limpeza completa dos espaços nas instituições de ensino.

Para o próximo ano letivo, diretores e coordenadores estão recebendo orientações para identificação de sintomas gripais, testagem e prevenção da Covid-19. O protocolo de biossegurança também deve ser atualizado pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde.

Confira o calendário de matrículas e de apresentação do cartão de vacinação ou da declaração de conformidade emitida pelas unidades da Secretaria Municipal de Saúde:

Renovação de matrícula: 16/11 a 30/11
Transferências: a partir de 23/12
Cadastro Antecipado para CMEIs e CEIs: 05/12
Solicitação de vagas para escolas: 05/01
Solicitação de vagas CMEIs e CEIs: 12/01
Retorno das aulas: 18/01

Secretaria Municipal de Educação (SME) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS) – Prefeitura de Goiânia

Educação Goiânia

prefeitura de goiânia

Saúde escolas Gyn

Cidadão

Empresa

Servidor

Turista