A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM), abre processo seletivo para ocupação de vagas rotativas de estacionamento para táxi, sendo 20 no Terminal Rodoviário de Goiânia e oito no Terminal Campinas, pelo período de seis meses.

De acordo com o edital disponível no site da Prefeitura, poderão concorrer motoristas profissionais autônomos, pessoas físicas, proprietários de veículos licenciados como permissionário do serviço de táxi do município e em situação regular com a SMM.

O secretário Executivo da SMM, Ciro Meireles, explica que, para serem considerados habilitados à autorização para ocupação da vaga, os interessados deverão cumprir as exigências contidas no edital. “Não será permitida, por exemplo, a participação de permissionário que tenha executado o serviço de táxi no estacionamento privativo do estacionamento do Terminal Rodoviário de Goiânia e Campinas e tenha solicitado exclusão ou transferência. Os interessados poderão participar de apenas um processo seletivo, ou seja, Terminal Rodoviário Central ou de Campinas”, explica. Permissionários já selecionados em processo seletivo anterior também poderão participar.

Ciro destaca, ainda, que o processo seletivo regulamenta a rotatividade das vagas em pontos mais disputados. “É uma forma de organizar. Então, a cada seis meses, 28 permissionários serão contemplados. Com isso, não ocorrerão injustiças. A cada seis meses um taxista utiliza e depois abre oportunidade para outro colega”.

Quem desejar participar deverá seguir todos os critérios estabelecidos em edital e entregar a documentação necessária na Gerência de Gestão e Controle de Transportes Municipais da SMM, localizada na BR-153, n° 703, Setor Alto da Glória, das 8h às 18h, de segunda à sexta, entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro de 2022. A confirmação dos candidatos aptos ao sorteio será no dia 15 de fevereiro. Já o sorteio será feito dia 25/02.

O edital está disponível no endereço: https://www.goiania.go.gov.br/wp-content/uploads/2022/01/edital-taxis.pdf

Josiane Coutinho, da Editoria de Mobilidade