O secretário municipal de Educação e Esporte, Marcelo Costa, e o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás (TCM), Joaquim Castro, lançaram nesta manhã (5/3), na Escola Municipal Dom Tomás Balduíno, o “Manual do Agente Cidadão: TCM de Goiás e Você”. O objetivo desta ação é conscientizar e levar à comunidade informações para que todos possam fiscalizar a aplicação do dinheiro público. A abertura do evento foi feito pela ex-aluna Geovana Souza, que encantou a todos com seu talento musical.

A Escola Municipal Dom Tomás Balduíno foi a primeira unidade escolar a receber o Manual do Agente Cidadão. O lançamento contou com a presença de autoridades e equipe gestora da SME. Os alunos Luana Vitória Pereira e Kayuri Santiago Martins receberam as cartilhas das mãos do secretário Marcelo Costa e presidente do TCM, Joaquim de Castro. Kayuri Santiago aproveitou para falar aos colegas que é importante saber para onde vai o dinheiro dos impostos, que se transforma em escolas, hospitais e outros benefícios.

O secretário Marcelo Costa afirma que a cartilha é uma ferramenta a mais para que informar a comunidade, conscientizar e formar as crianças enquanto cidadãos críticos, para que consigam entender a importância do recurso público, como ele deve ser utilizado, quem utiliza e a transparência com que isso é feito. “Essa é uma iniciativa que já começa vencedora, porque nós temos certeza que essas crianças que vão ser formadas serão no futuro cidadãos que vão fiscalizar muito mais o poder público”, conclui Marcelo.

Joaquim de Castro explicou aos alunos a função do TCM, comparando a função dos pais, que cuidam e verificam se os filhos estão fazendo o que precisa ser feito. “Isso que nós do Tribunal fazemos, fiscalizamos o prefeito, o secretário, os diretores, pra ver se o dinheiro que eles estão gastando, percorreu o caminho certo, se tem tido retorno e se está sendo feito de forma correta. E vocês (crianças) vão nos ajudar a compreender e entender como se fiscaliza o dinheiro público”, concluiu.

A proposta do Tribunal é incentivar a criança e o adolescente a se transformarem em um “Agente Cidadão”. Para que isso ocorra, a parceria com prefeituras, professores, coordenadores, diretores e secretários municipais de Educação é imprescindível. De maneira lúdica, a cartilha conta a história de uma turma de estudantes que, a partir da experiência do personagem Sardinha em administrar a própria mesada, descobre a importância de todos ficarem atentos no sentido de ver se os governantes estão empregando bem o dinheiro público em nossas cidades.

Adriene Bastos, da editoria de Educação e Esporte
Fotos: Aline Cavalcanti

EducaçãoGyn

Manual do Agente Cidadão

TCM