A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), entregou nesta terça-feira (12/11) a escritura dos imóveis de 105 famílias do Condomínio América Latina, no Jardim Goiás, que esperavam pelo documento desde 2004, quando se mudaram para o local, transferidas de áreas de risco do Jardim Botânico, Vilas Redenção, São José, Maria José, Emílio Póvoa, Monticelli e Coronel Cosme.

A solenidade de entrega foi realizada com a presença do prefeito Iris Rezende, do titular da Seplanh, Henrique Alves, vereadores e moradores do condomínio.

“A casa dignifica a família, por isso, em todas as minhas administrações eu sempre me preocupei em levar moradia a quem mais precisa”, afirmou o prefeito Iris, ressaltando que a escritura do imóvel representa a comprovação de que o imóvel é da pessoa e que isso dá segurança e tranquilidade às famílias.

De acordo com o secretário Henrique Alves, o Programa Primeira Escritura, da Prefeitura de Goiânia, já beneficiou cerca de 2.600 famílias de diversos bairros, como o Parque Atheneu, residenciais Goiânia Viva e Itamaracá, Setor Pedro Ludovico e Vila Finsocial.

Moradora do condomínio, Maria da Penha recebeu o seu documento das mãos do prefeito Iris. “É um alívio ter essa escritura. Agora sei que ninguém tira minha casa de mim”, comemorou.

A meta da Prefeitura de Goiânia é promover a regularização fundiária e entregar oito mil escrituras na capital até dezembro de 2020.

Valéria Almeida, da Diretoria de Jornalismo
Foto: Jackson Rodrigues

escrituras

Habitação