Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Comunicação

Inscrições para residência médica da SMS se encerram na segunda-feira

Provas de seleção serão realizadas em fevereiro e o início do programa será em março

Publicado em: 23 de janeiro de 2020 às 18:13 | última atualização: 24 de janeiro de 2020 às 14:59

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está com inscrições abertas para o processo seletivo para ingresso ao Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade . O prazo de inscrição se encerra na segunda-feira (27/01).

As inscrições podem ser feitas pelo endereço eletrônico da Comissão Estadual de Residência Médica de Goiás (www.ceremgoias.org.br).   A primeira fase das provas será realizada no dia 2 de fevereiro e a segunda fase 16 de fevereiro. O resultado final será em 2 de março e o início do curso em 3 de março. Nove vagas estão sendo disponibilizadas e a duração é de dois anos.

“O Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade visa a formação de especialistas com excelência que serão capazes de atuar em todos os ciclos de vida de uma pessoa de forma resolutiva. A meta é que 85% dos problemas de saúde apresentados pela população sejam resolvidos pelo médico da família”, explica a secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, que se desdobrou para implantar o Programa junto ao Ministério da Saúde (MS), possibilitando, assim, mais uma residência médica da SMS. 

A formação dos residentes se desenvolverá prioritariamente em Unidade Básica de Saúde (UBS), atuando em Atenção Primária à Saúde, com a prática médica centrada na pessoa, na relação médico-paciente-família, na continuidade da atenção, no cuidado do indivíduo como um todo.  

O médico de família também ajuda a promover uma melhor qualidade de vida para a população, uma vez que ele incentiva práticas saudáveis como atividades físicas e boa alimentação, além de fazer alertas constantes contra prática prejudiciais à saúde como consumo de álcool e tabaco. “Na verdade, o médico da família é alguém com quem a população pode contar. Nós estamos imensamente felizes por iniciar esse Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade, vamos poder aprimorar, melhorar muito o atendimento para a população que mais precisa. É sem dúvida uma grande vitória para o município de Goiânia e uma grande oportunidade para os acadêmicos que desejam esta especialidade”, comemora Fátima Mrué.

Sirlene Mendonça, da Editoria de Saúde