Para reforçar o cuidado e evitar a propagação de novas cepas da Covid-19, a Prefeitura de Goiânia passa a oferecer a partir da próxima segunda-feira (13/12) testagem aos passageiro que desembarcarem no Aeroporto Internacional de Goiânia – Santa Genoveva. A medida não será em caráter obrigatório, mas as pessoas que testarem positivo serão monitoradas. 

Conforme o titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Durval Pedroso, que vai acompanhar o início dos testes às 8h30, os passageiros que desembarcarem em Goiânia e pretendem ficar na cidade por mais de cinco dias e testarem positivo, serão monitorados como forma de melhoria da vigilância em saúde, bem como dos casos de Covid-19. “Para isso, vamos disponibilizar testes para todos interessados”, explica.

Durval Pedroso ressalta que esse é um período em que as pessoas se movimentam mais em razão das festividades de fim de ano e, segundo ele, ações de vigilância precisam ser reforçadas. “Já estamos em momento de férias escolares, as festas de fim de ano já têm início e, consequentemente, aumenta a circulação de pessoas, sobretudo nos aeroportos”, aponta ele, acrescentando que a medida é importante para a reavaliação do cenário epidemiológico diante do surgimento da nova variante.

O secretário reforça ainda a importância da imunização e da população completar o esquema vacinal. “Hoje temos a situação mais controlada, com cerca de 70% da população acima de 12 anos completamente imunizada e 85% com pelo menos a primeira dose. Há a diminuição na demanda da infraestrutura hospitalar e a redução no número de casos. Atribuímos isso à vacinação e lembramos que ainda precisamos continuar em atenção quanto aos protocolos sanitários”, ressalta, citando a van da VacinAção, que já aplicou milhares de doses de vacinas em uma semana.

Serviço 

Assunto: Testagem de passageiros no aeroporto Santa Genoveva 

Data: 13 de dezembro de 2022 (segunda-feira)

Horário: 8h30

Local: Área de desembarque do Aeroporto Interncaional  Santa Genoveva 

Endereço: Alameda 4, S/N, Setor Santa Genoveva – Goiânia 

Mauro Júnio, da editoria de Saúde