Ouça a notícia aqui

Goiânia segue com a Campanha Municipal de Vacinação contra a Covid-19, no propósito de ampliar a imunização dos goianienses. A capital tem 814.123 doses de vacinas já aplicadas na população. Com isso, 49,27% da população vacinável recebeu pelo menos uma dose do imunizante, ou seja, 575.981 pessoas tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no município.

Como público vacinável, são consideradas pessoas maiores de 18 anos o que, em números, representa aproximadamente 1.169.128 goianienses. Importante ressaltar que, com as 899.443 doses recebidas desde o início da campanha, Goiânia também tem 20,36% de seu público alvo na campanha imunizado, isto é, com segunda dose ou dose única já aplicadas.

Considerando o total de doses aplicadas, Goiânia segue entre as 12 capitais que mais vacinaram no Brasil. Ainda no final de maio, após pactuação com a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de destinar 30% das doses para grupos prioritários, todos aqueles elencados pelo Ministério da Saúde foram incluídos na campanha. Com isso, ampliou-se o acesso destas pessoas à primeira dose, ultrapassando o atendimento de outras capitais brasileiras.

“A análise da vacinação por grupos prioritários mostra que estamos à frente de grandes capitais, como Manaus e Maceió, no número de idosos vacinados, por exemplo”, aponta o secretário municipal de saúde, Durval Pedroso. Ao longo da campanha, a capital também se destacou como pioneira na realização de um inquérito vacinal em profissionais do transporte aéreo, além de estar entre as pioneiras na vacinação in loco em aeroportos.

Reconhecendo a importância da imprensa que atua na linha frente da cobertura da pandemia, o município desenvolveu ação específica de atendimento para a classe. Ao todo, 2.124 profissionais se vacinaram no “Drive da Imprensa”, entre repórteres, cinegrafistas, fotógrafos e assessores. A vacinação do grupo continuou por agendamento e, até o momento, foram vacinados 2.225 trabalhadores da imprensa.

Durval Pedroso ressalta que o sucesso da campanha de vacinação não representa apenas números, mas o reflexo na redução de propagação do vírus. “Vacina não é política, vacina é vida! Quanto mais goianienses vacinados, maior será a redução de óbitos e internações decorrentes da doença”, frisa.

Maratona da Vacinação

A Prefeitura de Goiânia realiza, neste final de semana, a primeira Maratona da Vacinação contra a Covid-19. A ação acontece no Paço Municipal, das 8h de sábado (10/7) às 8h de domingo (11/7), no sistema drive thru, sem necessidade de agendamento. É destinada à aplicação da primeira dose do imunizante na população a partir de 43 anos, sem comorbidades. Além de carros, a população poderá utilizar moto e bicicleta para participar da ação.

Segunda dose

Na última quarta-feira (7/7), Goiânia lançou cronograma de aplicação da segunda dose das vacinas Astraneza e Coronavac. Segundo as datas estipuladas, o reforço foi adiantado em cerca de cinco dias, respeitando a indicação dos laboratórios e garantindo imunização mais rápida da população. “Para que a vacina tenha o efeito desejado, é preciso completar o esquema vacinal, então, pedimos que essas pessoas compareçam aos postos de vacinação”, reforça Durval.

Goiânia determinou sete postos fixos de vacinação, entre cinco escolas municipais, um salão comunitário e a Área I da PUC, todos na modalidade pedestre, sem agendamento. Basta apenas seguir a ordem alfabética para atendimento. As datas do cronograma e locais de vacinação da segunda dose podem ser visualizados no site oficial da Prefeitura.

Luciana Gomides, editoria de Saúde

prefeitura de goiânia

Saude

Vacinação Covid-19