Goiânia registrou, novamente, um bom desempenho na abertura de vagas de emprego com carteira assinada no mês de julho. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Economia, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram gerados 2.766 postos de trabalho. O resultado coloca a capital em primeiro lugar dentre as cidades que mais gerou empregos em Goiás.

Em relação às capitais da Região Centro-Oeste, os dados apontam Goiânia como a segunda que mais gerou empregos, com saldo positivo de 2.766, atrás apenas de Brasília, que ofertou 4.211 vagas. Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, aparece em terceiro lugar, com 1.516, seguida por Cuiabá (MG) na quarta posição, com 1.443 oportunidades de trabalho.

“O crescimento positivo do número de empregos com carteira assinada é o reflexo das ações do prefeito Rogério Cruz na reestruturação do setor econômico, depois da fase crítica da pandemia. O empenho do prefeito em promover um ambiente de negócios atrativo e seguro despertou o interesse de mais empresas se instalarem na capital”, comenta o secretário de Desenvolvimento e Economia Criativa, Silvio Sousa.

O titular da Sedec ressalta o trabalho desenvolvido pela pasta, por meio do Sine, que entre junho e agosto deste ano conseguiu captar 14.569 vagas de emprego, uma média de 4.582 por mês. Durante o mesmo período, foram abertas 1.533 oportunidades para mais de 30 cursos de capacitação profissional promovidos pela secretaria.

“Trabalhamos para oferecer oportunidades para que os trabalhadores se qualifiquem e consigam se posicionar em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo”, destaca o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz.

Secretaria de Desenvolvimento e Economia Criativa (Sedec) – Prefeitura de Goiânia