Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Coronavírus

Goiânia inicia calendário de fiscalização da reabertura do comércio

As ações da Central de Fiscalização vão ocorrer inclusive à noite por conta da reabertura de bares e restaurantes

Publicado em: 14 de julho de 2020 às 17:50 | última atualização: 14 de julho de 2020 às 18:25

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Central de Fiscalização da Covid-19, promove ação de fiscalização nesta quarta-feira (15/07), a partir das 14h30, em todos os shoppings da capital para verificar se esses estabelecimentos estão recebendo os clientes de forma segura e cumprindo as regras sanitárias estabelecidas pelo decreto 1313, de 13 de julho de 2020.

Nos próximos dias, a Central, que une Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) e Guarda Civil Municipal (GCM), concentrará a fiscalização nos shoppings, bares e restaurantes.

“A fiscalização agora toma um novo caminho já que foi permitido o funcionamento das atividades econômicas não essenciais. Com isso, partimos em busca do cumprimento dos protocolos sanitários de segurança", explica o coordenador da Central, Dagoberto Costa. De acordo com ele, esses três segmentos (shoppings, bares e restaurantes) representam um grande parcela dos estabelecimentos comerciais da cidade.

Na quinta-feira (16/7), as ações serão noturnas em bares, restaurantes e outros segmentos que funcionam nesse horário. O ponto de encontro será no Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar de Goiás, no setor Marista, às 19h30.

Serviço
Assunto: Goiânia inicia calendário de fiscalização da reabertura do comércio
Data: 15 de julho (quarta-feira)
Hora:14h30
Endereço do ponto partida: Entrada principal de todos os shoppings da Capital
Contato: Dagoberto Costa - Diretor de Vigilância Sanitária e Ambiental e Coordenador da Central de Fiscalização da Covid-19.

Rafaela Anjos, da editoria da Saúde