Coronavírus

Goiânia é destaque em fiscalização do uso de máscaras

Durante abordagem, a pessoa é orientada a usar a máscara. Somente em caso de resistência, a multa é aplicada

Publicado em: 22 de fevereiro de 2021 às 15:26 | última atualização: 22 de fevereiro de 2021 às 15:28

Com o objetivo de garantir a saúde da população goianiense e impedir a disseminação do coronavírus, a Prefeitura da Goiânia realiza ações de fiscalização para verificação do uso de máscaras e respeito aos protocolos sanitários que contribuem para diminuir a circulação do vírus.

O objetivo não é penalizar, mas orientar e alertar as pessoas sobre a importância do item de proteção durante a pandemia. A pessoa, quando abordada, é orientada a usar o item de segurança. Somente em caso de resistência, a multa é aplicada.

De junho de 2020 a janeiro de 2021, foram aplicadas 209 multas, 12 para pessoas físicas e 197 para empresas. Segundo a lei municipal em vigor, a multa é de R$ 110 para as pessoas que descumprirem a regra, já para os estabelecimentos, a multa é de R$ 4.705.

Até o momento, a fiscalização na capital gerou uma arrecadação de R$ 926.885 (em estabelecimentos comerciais) e R$ 1.320 (pessoa física), totalizando R$ 928.205 em notificações. O valor arrecadado é destinado ao Fundo Municipal de Saúde, gerido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

De acordo com informações disponibilizadas por capitais que também preveem a aplicação de multa para o mão uso de máscara, Goiânia é a cidade com a fiscalização mais efetiva (R$ 928.205 em penalidades), seguida por Curitiba (R$ 205 mil), Natal (R$ 127.334), Rio de Janeiro (R$ 85.086) e Florianópolis (R$ 10 mil).

Lívia Barbosa, da diretoria de Jornalismo