Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Saúde

Goiânia cria plano de contingência para Coronavírus

Plano prevê medidas de vigilância, capacitação, prevenção e assistência a eventuais casos

Publicado em: 07 de fevereiro de 2020 às 17:42 | última atualização: 14 de março de 2020 às 23:46

.

Dando sequência ao Plano de Contingência para novo Coronavírus da China, a secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, se reuniu, nesta sexta-feira (06/2), com todos os superintendentes para discutir detalhes do plano municipal de contingência. O plano contemplará a capacitação de profissionais da saúde, medidas de vigilância, prevenção e assistência a eventuais casos confirmados em Goiânia.


“Estamos convidando para a próxima semana uma reunião com representantes da sociedade organizada para apresentar o plano de contingência de Goiânia em busca de parcerias para divulgar informações que são importantes para a sociedade. Por meio deles poderemos disseminar informações como prevenção, reconhecimento de sintomas, unidades de saúde que devem procurar. Por exemplo, por meio do SEST/SENAT podemos levar informações aos caminhoneiros e assim sucessivamente. O importante é que estejamos preparados para uma possível ocorrência da doença no país”, destacou a secretária.


O plano de contingência do município seguirá protocolos do Ministério da Saúde, que acabou de atualizar o plano de contingência para situações de emergências, e da Organização Mundial de Saúde apresentados na última quinta-feira, 05, na reunião de secretários de saúde dos estados e capitais com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta,, em Brasília.


Alguns pontos do plano já estão em andamento como a capacitação de servidores das unidades de urgência, Samu e unidades básicas de saúde, além da definição dos pontos que serão referência no acolhimento de pessoas suspeitas de estarem com a doença.
O Ministério da Saúde faz monitoramento diário do cenário epidemiológico do coronavírus.

São considerados casos suspeitos de infecção pelo Coronavírus: pessoas que possuem histórico de viagem para área com transmissão da doença, que tiveram contato com algum caso suspeito ou caso confirmado nos 14 dias anteriores e com os seguintes sintomas: febre, tosse e dificuldade de respirar, entre outros.

Goiânia contra o coronavírus

Sirlene Mendonça, da editoria de Saúde