Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Coronavírus

Goiânia começa a testar profissionais de saúde para “inquérito sorológico” sobre coronavírus

Testagem feita pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), também será estendida para parte da população e visa dimensionar o percentual de pessoas que tiveram contato com o novo coronavírus na cidade

Publicado em: 30 de abril de 2020 às 17:24 | última atualização: 01 de maio de 2020 às 12:27

A Secretaria Municipal de Saúde começou nesta sexta-feira (30/04) a testagem dos profissionais de saúde para o novo coronavírus (Sars-CoV-2). A ação foi iniciada pelo Cais Vila Nova onde 85 profissionais que trabalham na urgência serão testados. A meta é testar 30% dos profissionais de saúde que trabalham em todas as unidades de urgência da rede pública do município, em torno de mil pessoas que estejam ou não com os sintomas de Covid-19. 

A testagem é feita por sorteio, como explica a diretora de Epidemiologia da Superintendência de Vigilância em Saúde, Grécia Carolina Pessoni. “Usamos essa metodologia de seleção pegando os profissionais de todos os plantões, tem profissional que vai na unidade uma vez por semana e o dia em que ele estiver trabalhando será testado”, disse. 

A secretária de saúde de Goiânia, Fátima Mrué, esclarece que o teste rápido não detecta especificamente o novo coronavírus, mas os anticorpos produzidos depois de ocorrida a infecção. “O teste rápido de anticorpos aponta se a pessoa teve ou não contato com o vírus e isso é possível ser verificado porque quando uma pessoa entra em contato com o vírus o organismo passa a produzir anticorpos como um mecanismo de defesa. Com esses testes que também serão estendidos a uma parte da população vamos ter uma ideia mais próxima da realidade de como está a circulação do novo coronavírus no meio de nossos profissionais de saúde e também da população em geral de Goiânia”, conclui. 

A SMS recebeu do Ministério da Saúde (MS) 7.200 testes rápidos, 6.000 chegaram nesta sexta-feira (30/04) e está comprando mais 25 mil. A maior parte desse tipo de teste será utilizada no “inquérito sorológico” da população a ser realizado após a testagem dos profissionais de saúde.  

Por meio de uma parceria, o Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (UFG) fará a impressão, leitura e processamento dos formulários dos inquéritos preenchidos pelos profissionais de saúde. Todos serão digitalizados, o que vai permitir uma análise mais rápida dos resultados

Resultados dos testes rápidos

O teste rápido é feito com pequena amostra de sangue e o resultado sai em 15 minutos. Técnica de enfermagem há 17 anos, Cláudia Arminda de Jesus, está entre os 85 profissionais de saúde sorteados no Cais Vila Nova. Ela comemorou o resultado negativo. “Estou aliviada e agradecida pela oportunidade de fazer o teste, vou trabalhar mais tranquila agora”. Todos os cinco profissionais sorteados no plantão deste sexta-feira à tarde no Cais Vila Nova, testaram negativo para Covid-19.