A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), avança na prestação de serviços aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Apesar dos inúmeros desafios impostos pela pandemia de Covid-19, a gestão do prefeito Rogério Cruz assegurou investimento de meio bilhão de reais na área da saúde, e superou em 5% o que determina a Constituição. “Otimizamos recursos, contratamos profissionais, criamos programas, inauguramos unidades, capacitamos trabalhadores e intensificamos ações de combate à dengue, dentre outras realizações”, destaca o prefeito.

A gestão municipal aplicou 20% do orçamento na área da saúde, e superou os 15% preconizados pela Constituição Federal. “Apesar dos inúmeros desafios que a pandemia trouxe para a saúde pública, nunca deixamos de olhar para essa área, e a tratamos como prioridade. Exemplo disso é a criação do maior programa de projetos, manutenção, reformas e construção que já existiu na pasta. Serão R$144,2 milhões de investimentos”, anuncia Rogério Cruz.

O programa mencionado pelo prefeito começa a ser colocado em prática com a assinatura das primeiras ordens de serviço, como explica o secretário municipal de Saúde, Durval Pedroso. “Em breve, vamos começar seis obras extremamente importantes, sendo duas conclusões e quatro reformas”, diz.

Fazem parte do pacote, a retomada das obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Guanabara, de porte 3, com ala pediátrica e adulta e do Ciams Pedro Ludovico, que será transformado no Ambulatório Municipal de Especialidades (AME), onde será montado um centro de imagens, que contará, pela primeira vez, com equipamentos próprios para realização de endoscopia e colonoscopia.

O Cais Campinas vai receber melhorias em toda a estrutura física. O Cais Amendoeiras, por sua vez, além da parte de emergência, terá um Centro de Especialidades. O Ciams Novo Horizonte receberá melhorias na parte de emergência, e o Centro de Vigilância em Zoonoses ampla reforma com adequações no curral, canil e gatil, além da criação de pet place e solarium para os animais.

Unidades que serão construídas ou reconstruídas
O programa Goiânia Adiante, que começará em 2023, garante continuidade de investimentos com a construção de 12 unidades modulares, duas reconstruções e reformas. Serão construções modulares que atendem aos critérios do Ministério da Saúde (MS). Elas terão de 740 metros quadrados a 790, com 8 e 10 consultórios, respectivamente.

Os prédios que abrigam o Centro de Saúde Leste Universitário e o Cais Goiá, terão que ser reconstruídos. “Por conta da falta de manutenção por longa data, não é mais possível recuperá-los”, explica o secretário. Durval também ressalta os principais benefícios das obras. “Além do aumento da capacidade de atendimento, também haverá melhorias em diversos aspectos como acessibilidade e qualidade do serviço prestado”, completa.

Obras entregues
A atual gestão também concluiu e entregou obras na área da saúde. No dia 3 de setembro de 2021, o prefeito Rogério Cruz entregou a Unidade de Saúde da Família (USF) Alto do Vale com capacidade para atender 28 mil pessoas. Em 29 de setembro do mesmo ano foi inaugurada a USF São Carlos, que tem capacidade para atender 20 mil usuários, e passou a abrigar o Programa de Residência Médica em Medicina da Família e Comunidades. Já a USF Riviera, também com capacidade de atendimento de 20 mil pessoas, foi entregue em 9 de fevereiro de 2022.

No dia 8 de dezembro deste ano foi inaugurada a primeira Usina Produtora de Oxigênio do município de Goiânia. Situada no Hospital e Maternidade Municipal Célia Câmara (HMMCC), a usina atende toda a demanda de oxigênio do hospital. “Futuramente, o piloto de autossustentabilidade poderá ser levado para outras unidades de saúde do município”, diz o secretário Durval.

As crianças também recebem atenção especial nesta gestão. Em 24 de agosto de 2021, a prefeitura inaugurou o Centro Integrado de Pediatria (Ciped), o primeiro centro público especializado em pediatria do Centro-Oeste. A unidade, localizada no Ciams Doutor Domingos Viggiano, no Jardim América, com 9 consultórios, está em pleno funcionamento. São realizadas, em média, 2,8 mil consultas por mês em 11 subespecialidades pediátricas, além de fonoaudiologia, odontopediatria, nutrição e assistência social.

Programas
O “Goiânia Sempre Rosa”, programa criado em outubro de 2021, e que prevê ações permanentes de prevenção ao câncer de mama, é considerado um grande avanço na área da prevenção e tratamento da doença. Desde o lançamento, tem impactado positivamente a população, sendo observado 32,1% de aumento no número de consultas para o rastreamento do câncer de mama em relação aos anos anteriores.

Em relação ao diagnóstico e tratamento do câncer de mama destacam-se as seguintes ações: capacitação de 608 Agentes Comunitários de Saúde quanto à prevenção e rastreamento de câncer de mama, realização de 21.644 atendimentos médicos e de enfermagem nas unidades de Atenção Primária à Saúde, 3.623 consultas com mastologista, 22.997 ultrassonografias de mama, 38.169 mamografias, 871 biópsias de mama, e cirurgias mamárias.

“Assim que assumimos, percebemos que era preciso fazer algo mais além das ações do “Outubro Rosa” para reduzir a incidência e a mortalidade de câncer de mama nas mulheres, então criamos um programa de governo com ações permanentes, e ele tem sido um sucesso”, comemora Rogério Cruz.

Por meio do programa “Prefeitura que Cuida em Casa”, lançado no dia 2 de setembro de 2022, a SMS passou a entregar, em casa, todos os meses, a dieta líquida usada pelos pacientes que não conseguem se alimentar pela boca. A proposta é, cada vez mais, adotar a entrega de outros produtos.

Ainda com o objetivo de facilitar para os pacientes do SUS, no dia 5 de maio de 2022, a SMS ampliou o serviço de marcação de consultas. Desde então, moradores da capital podem fazer agendamento também via WhatsApp para atendimento com clínico geral, ginecologista/obstetra e pediatra, especialidades que integram a chamada atenção primária à saúde. O serviço 100% online pode ser feito pelo número (62) 3524-6305.

Van da VacinAção
Van da VacinAção da Prefeitura de Goiânia completou um ano no último dia 12, com aplicação de mais de 125.142 doses, sendo que 80.508 foram contra a Covid-19, e 44.634 contra Influenza. Ação itinerante para levar vacinas contra Covid-19 e Influenza aos moradores de Goiânia foi lançada em 3 de dezembro de 2021, e teve início no dia seguinte.

Vacinação contra Covid-19 e testagem
Dentro das ações de enfrentamento da pandemia, destacam-se os números de doses de vacinas aplicadas e testes de antígeno realizados na população ampliada. Até o momento, já foram aplicadas 3.454.065 doses contra a Covid-19 e realizados 1.196.202 testes nos mais diversos locais da capital.

Contratação de profissionais de saúde
De 2021 para cá, a Prefeitura de Goiânia contratou 1.939 trabalhadores da saúde em diversas áreas, dentre substituições e novos profissionais que incrementaram o atendimento nas unidades de saúde do município.

Ações de combate ao Aedes aegypti
O combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e arboviroses, como Chikungunya e Zika, sempre esteve no foco da atual gestão. Somente neste ano, os agentes de combate a endemias realizaram 2.433.02 visitas domiciliares e em estabelecimentos comerciais. Foram feitas 2.698 autuações, 547 intimações e 113 remoções com apoio de equipes da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg).

Fotos: SMS

Secretaria Municipal de Saúde (SMS) – Prefeitura de Goiânia