Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Coronavírus

Fiscalização é ampliada e alcança 727 novos comércios de Goiânia

Durante as ações, auditores do município verificam o uso de máscara por parte dos funcionários, o distanciamento mínimo entre as pessoas e a disponibilização de álcool 70% e locais para lavagem das mãos

Publicado em: 07 de maio de 2020 às 11:02 | última atualização: 07 de maio de 2020 às 11:05

Seguindo o plano de ações para o enfrentamento do novo agente do coronavírus, a Prefeitura de Goiânia realizou nessa quarta-feira (6/5) mais um trabalho de fiscalização em estabelecimentos comerciais da cidade. Na oportunidade, 727 novos estabelecimentos na região do Setor Oeste foram vistoriados pelos auditores do município, que expediram 319 notificações de readequação. 

Durante a ação, os fiscais constataram ainda que 390 locais atendiam todas as recomendações das autoridades sanitárias e que outros 18 contrariavam as normativas do decreto estadual que aponta quais os serviços podem ou não funcionar neste período em que o Goiás vive uma situação de emergência em saúde. 

Na semana passada, a operação fiscalizou cerca de 400 comércios do Setor Bueno, região com maior incidência de casos de covid-19 na capital. Entre os protocolos de segurança que são verificados pelos auditores estão a obrigatoriedade do uso de máscara para o acesso de funcionários, consumidores e usuários nos estabelecimentos; disponibilização de álcool 70% e locais para lavagem das mãos; distanciamento de 2 metros entre as pessoas; e permanência interna de uma pessoa a cada 12 m².

As ações de fiscalização contam com a participação de 100 auditores fiscais da Secretaria Municipal da Saúde (SNS), Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), além de agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

Thiago Araújo, da Diretoria de Jornalismo