Em sessão na Câmara Municipal de Goiânia, na tarde desta quarta-feira (15/06), o prefeito Rogério Cruz prestou contas da administração relativas ao primeiro quadrimestre de 2022, e afirmou que “este é o ano de executar aquilo que foi planejado no ano passado”.

Rogério Cruz deu destaque à redução de 6,75% nas despesas de custeio e de manutenção da máquina pública, o que permitiu à prefeitura avançar em obras importantes, como os quatro viadutos recém-inaugurados, ampliar programas sociais voltados à parcela da população em situação de vulnerabilidade social, a exemplo do Renda Família + Mulher, e implementar melhorias no transporte público da Região Metropolitana, como o Bilhete Único e o Passe Livre do Trabalhador.

“Graças à nossa gestão responsável, tivemos redução real de 6,75% nas despesas totais de custeio e manutenção do município. Ainda assim, não houve comprometimento da prestação de serviços à população, nem prejuízos aos servidores municipais”, disse.

Em mensagem aos vereadores, Rogério Cruz reafirmou compromisso com a transparência e com o plano de governo apresentado aos goianienses, em 2020. “Priorizamos obras que já estavam em execução. Entregamos o Complexo Viário Jamel Cecílio e os viadutos Lauro Belchior, também conhecido como Viaduto da Enel, e o Viaduto Iris Rezende Machado. Cumprimos o plano de governo e nos preparamos para acelerar investimentos em novas obras estruturantes”, ressaltou.

A prestação quadrimestral de contas é um expediente previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal e, de acordo com Rogério Cruz, converge com objetivo de gerenciar o patrimônio público com seriedade. “Os números demonstram que a execução orçamentária é responsável, pautada pelo compromisso social e pela responsabilidade administrativa, que norteia minha gestão desde 1º de janeiro de 2021”, disse.

Na avaliação do prefeito, outra decisão importante que a administração tomou, no primeiro quadrimestre de 2022, diz respeito a alterações no Código Tributário para impulsionar a economia de Goiânia no pós-pandemia. “Com incentivos fiscais estratégicos, criamos condições para a geração de emprego e renda, impulsionando de forma positiva o setor de serviços, como o de eventos, por exemplo, que teve redução do ISS, de 5% para 2%, e que têm retornado com força e movimentado o segmento turístico da cidade”.

O secretário de Finanças, Vínicius Alves, afirma que o principal pilar dos bons resultados de gestão orçamentária, no primeiro quadrimestre de 2022, foi a diminuição dos gastos com manutenção da máquina pública. “Reduzimos em 6,75% as despesas de custeio do município, com investimento de R$ 266 milhões no combate à Covid-19 e em demais necessidades na saúde”, diz.

“Fechamos o quadrimestre com equilíbrio, ao compararmos receitas e despesas liquidadas. Isso mostra que a nossa gestão segue comprometida com o desenvolvimento da cidade e o bem-estar da população”, conclui o titular da Sefin.

Geração de empregos em alta
Rogério Cruz diz que, apenas no primeiro quadrimestre de 2022, Goiânia registrou saldo positivo de mais de 16 mil postos de trabalho criados. “Tivemos a melhor variação positiva entre as capitais do Centro-Oeste, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)”.

17% do orçamento para Saúde
Ao mesmo tempo em que a gestão se preocupou com a economia, os cuidados com a saúde dos goianienses foi destaque, com a aplicação de mais de R$ 266 milhões no combate à Covid-19. “Neste período, investimos 17,03% dos recursos constitucionais na saúde, portanto, acima dos 15% que já são previstos anualmente”, destaca Cruz.

R$ 41 milhões para programa social
O prefeito apresentou os números do programa Renda Família + Mulher, projeto social que já atendeu, até o momento, mais de 12 mil famílias. “Em breve, com a próxima etapa, pretendemos beneficiar mais 10 mil famílias em situação de vulnerabilidade social. A nossa expectativa é investir mais de R$ 41 milhões em todo o programa, movimentando a economia dos bairros”.

Isenção de IPTU para 45 mil imóveis
A gestão beneficiou 45.371 imóveis com o IPTU Social, programa que isenta do pagamento do imposto as famílias que vivem em imóveis que custam até R$ 120 mil. “Renunciamos a R$ 7,3 milhões, um recurso que representa muito para aqueles que lutam para alimentar os filhos”, observou o prefeito.

Reajuste para servidores
A gestão garantiu o pagamento integral das datas-bases de 2020 e 2021, reajuste do piso salarial dos professores em 15%, e concedeu um pacote de benefícios para todos os profissionais da educação. “Também sancionamos os planos de carreira dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias e, ainda, dos servidores da Guarda civil Metropolitana, Procuradoria-Geral do Município e dos Operacionais”, ressaltou Rogério Cruz.

“Tudo isso obedecendo rigorosamente a lei de responsabilidade fiscal, já que fechamos o período com comprometimento de 44,34% da Receita Corrente Líquida ajustada para as despesas com pessoal”, completou.

Em relação ao futuro, o prefeito ressalta a necessidade de garantir um sistema de saúde cada vez mais eficiente, avançar na reposição do aprendizado no contexto pós-pandemia, e combate às desigualdades sociais, além da modernização da cidade para atender às novas demandas dos goianienses.

Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) – Prefeitura de Goiânia

prefeitura de goiânia

Cidadão

Empresa

Servidor

Turista