Goiânia é destaque na promoção da alimentação saudável na Rede Municipal de Ensino. A Escola Municipal Professora Lousinha, localizada no Residencial Itamaracá, foi uma das ganhadoras da edição deste ano do “Prêmio Nestlé por Crianças Mais Saudáveis”. Para celebrar essa conquista, a instituição realizou uma semana de eventos que começou na  última quinta-feira (18/11) e terminou nesta sexta-feira (26/11) com a inauguração da ampliação do refeitório e a construção de uma nova horta escolar.

As inaugurações são oriundas da premiação conquistada pela escola. O prêmio, de R$ 35 mil reais, foi repassado à escola em forma de materiais e serviços para subsidiar o desenvolvimento de projetos alimentares. No caso da EM Professora Lousinha, o prêmio foi aplicado na melhoria do refeitório para garantir que as crianças tenham um ambiente acolhedor e possam ter autonomia para alimentação saudável, criando hábitos de consumo consciente e implementação de canteiros de horta escolar. Uma equipe da Nestlé também fará, ao longo do ano, um acompanhamento com ação formativa à distância para avaliar a aplicação dos recursos.

Os novos investimentos vão beneficiar 288 alunos sob a orientação do Grupo Gestor e Conselho Escolar, envolvendo o coletivo de profissionais da escola, pais e vizinhos. O projeto realizado durante o período de aulas remotas, que foi premiado, foi recebido com entusiasmo pelas crianças e famílias com propostas feitas pelos professores e a devolutiva das ações foram através de fotos, vídeos e áudios. Os servidores participaram das ações e também enviaram vídeos, fotos e áudios para o projeto.

A instituição já recebeu os materiais solicitados como jogos de mesas plásticas com forros, balança digital, processador de alimentos, espremedor de suco industrial, bebedouros, caixa de som, lavabos nos solários das salas de aula, lixeiras para adequação da separação de lixo reciclados e orgânicos, criando hábitos de consumo consciente e implementação de canteiros de para a Horta Escolar, para complementar a merenda e incentivar os educandos ao consumo de hortaliças.

Adriene Bastos e Núbia Alves, da Editoria de Educação

educação

EducaçãoGyn

prefeitura de goiânia