A seringa que contém uma dose de vacina contra a Covid-19 carrega bem mais do que os 0,5 mililitros capazes de ajudar o organismo a proteger-se contra o coronavírus. Aquele pedacinho de plástico com uma agulha representa muito mais do que uma picada, mas a esperança por dias melhores. Emocionados e gratos, idosos em Goiânia retribuem os profissionais da saúde com  gestos e mimos.

Com os olhos irradiando de alegria, o sorriso escondido pela máscara e com uns saquinhos em mãos a aposentada Gladys Villela, de 86 anos, chegou ao posto de vacinação do Jardim Guanabara I, região Norte de Goiânia, para receber a segunda dose da vacina. Eram suspiros, docinhos de claras de ovos e açúcar, que ela mesma produziu para presentear a equipe da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em forma de agradecimento pela imunização.

A enfermeira Nívia de Almeida, que atua no posto de vacinação no Parque Anhanguera, conta que a equipe recebe diversos mimos todos os dias. “Eles trazem pães de queijo, biscoitos, refrigerantes, doces, queijos e café”, enumerou, acrescentando que já teve um senhor que quis pagar pela vacina.

O aposentado João Batista Moreira (foto acima), de 96 anos,  que recebeu a vacina de joelhos, diz ter feito o gesto para agradecer a oportunidade da segunda dose. “Ao mesmo tempo, fiz uma oração pedindo vacina para todos”, frisou.

A aposentada Erotides Ferreira de Morais (foto abaixo), de 87 anos, também chamou a atenção depois de receber o imunizante na Área 1 da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Torcendo para que as coisas voltem logo ao normal, ela exibiu uma plaquinha com um coração que dizia: “Eu vacinei!” 

Leia mais:

Goiânia segue com vacinação contra Covid-19 neste sábado (24/4)
“Estou cansada, mas minha motivação é salvar vidas”, diz enfermeira
Uso de tablets contribui na atualização de dados da vacinação contra Covid-19

Mauro Júnio, da Diretoria de Jornalismo