O prefeito Rogério Cruz participou do lançamento do documentário ‘Iris – 62 anos de vida pública’, de autoria do publicitário Hamilton Carneiro, nesta quinta-feira (22/12), no auditório Iris Rezende Machado, do Centro Educacional Sesc Cidadania, Jardim América, Goiânia. Nesta data é celebrado o nascimento do ex-governador de Goiás, ex-senador, ex-ministro da Agricultura e da Justiça, que completaria 89 anos.

“O lema que carrego para a cidade surgiu durante um encontro em seu escritório, onde o ex-governador me disse, na nossa despedida: ‘Se você cuidar das pessoas, cuidará da cidade’. Então, trago isso comigo até hoje. São as ações que realizo”, ressalta o prefeito.

Rogério Cruz afirmou, em discurso, que o documentário mostra a memória de um homem que amou Goiânia. Enquanto esteve vereador, nos anos de 2016 e 2017, ele participou de encontros onde ouvia as histórias de vida de Iris que, segundo afirma, traziam muito aprendizado. “Eu agradeço muito a Deus por ter conhecido esse homem e de hoje governar a mesma cidade que ele levou no coração, e sempre esteve na alma”, destaca.

O prefeito citou, também, o compromisso feito com Maguito Vilela, durante a campanha eleitoral, de que todas as obras de Iris seriam concluídas. “Eu acho que estou cumprindo. Inauguramos os viadutos da Enel e da Moda, que ele começou com muita garra, o complexo Jamel Cecílio e o Terminal Isidória. São entregas que muito me orgulham”, diz, emocionado. Ele também afirma que está com saudade das conversas, dos ensinamentos e do amor que Iris sempre cultivou por Goiânia.

Durante entrevista, Rogério Cruz destacou a valorização e projeção de Goiás e de Goiânia durante os períodos em que Iris foi ministro da Agricultura e da Justiça. Disse também que foi um professor para a política goiana.

A filha, Ana Paula Rezende, disse que a missão é eternizar o legado que ele deixou, e que o prefeito Rogério Cruz muito colabora. Citou, sob aplausos, a sanção do projeto, de autoria do vereador Clécio Alves, que prevê a construção do Memorial Iris Rezende Machado, onde é hoje a Casa de Vidro.

A história do pai, disse Ana Paula, “quero que continue sendo sempre escrita no coração daqueles que sonham fazer de sua vida uma luta abençoada pelo pleno exercício da boa política, com valores morais, amor, temor a Deus, e sempre destinada ao próximo”. Segundo ela, “meu pai foi um grande mestre que nunca se despiu das virtudes para se tornar um homem público. Um político que nunca deixou de ser pai e de ser avô”.

Documentário
A produção audiovisual conta a trajetória iniciada com a eleição de Iris Rezende para a Câmara de Vereadores de Goiânia, em 1958, até o encerramento do quarto mandato de prefeito da capital, em 2020. Mostra que, ao longo de mais de seis décadas, Iris exerceu mandatos eletivos como deputado estadual, governador, senador, além de ocupar os ministérios da Agricultura e da Justiça.

O autor, Hamilton Carneiro, esteve próximo de Iris Rezende durante grande parte da trajetória. O publicitário foi o responsável pelo marketing das campanhas eleitorais ao Governo de Goiás e ao Senado nas décadas de 1980 e 1990, e da eleição que o reconduziu à Prefeitura de Goiânia, em 2004, bem como a reeleição, quatro anos depois.

O ex-governador morreu após complicações de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), em 09 de novembro de 2021, aos 87 anos, em São Paulo (SP).

Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) – Prefeitura de Goiânia

prefeitura de goiânia