A Gerência de Inclusão, Diversidade e Cidadania da Secretária Municipal de Educação (SME), promove duas web conferências nesta sexta-feira (19/3), das 14 às 17h, com temas voltados à adoção e maternidade. Os eventos online serão realizados pela Plataforma Zoom Oficial, do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO).

A formação é voltada para diretores de instituições educacionais, coordenadores de turno, apoios da SME e interessados. É organizada em parceria com o TJ-GO, Conselho Municipal de Direitos da Mulher (CMDM) e Secretaria Municipal de Saúde. As conferências serão acessíveis com intérprete de libras e contarão também com recurso de audiodescrição.

A primeira web conferência “Programa Entrega Legal para Adoção”, tem como palestrante a juíza de direito do 1° Juizado de Infância e Juventude, Maria do Socorro de Sousa da Silva. Na segunda, intitulada “Solidão na Maternidade: aborto social e (des) proteção da mulher”, a convidada é a vice-presidente do CMDM, Valéria Jaime Pela Lopes Peixoto.

De acordo com Ágda Asevedo Canedos, coordenadora do Serviço Educacional de Prevenção a Violência da SME, os dois assuntos são importantes para que a Educação consiga lidar com a problemática, que se manifesta na escola como um fenômeno social.

“A primeira conferência traz orientações jurídicas aos profissionais da rede para lidarem com mães em riscos de abandono, aborto, e entrega dirigida de seus bebês. No dia-a-dia, os servidores se deparam com mães que expressam dificuldades em assumir a gravidez ou a criação dos filhos sozinhas. Diante dessa dificuldade, algumas ameaçam entregá-los ao Conselho Tutelar, a vizinhos e até mesmo a escola”, explica.

“Já o tema que aborda a solidão na maternidade envolve o aborto social, que é o abandono do pai. As crianças e adolescentes que estão nessa situação sofrem constrangimentos que interferem no comportamento, desenvolvimento e aprendizado. Por isso, os educadores precisam de orientação e conhecimento”, completa.

Daniela Rezende, editoria de Educação

Educação Goiânia

prefeitura de goiânia