A Prefeitura de Goiânia fez nesta semana a retirada de um cavalo no ribeirão João Leite na região do Jardim Pompéia. A equipe da Companhia de Urbanização (Comurg) treinada para realizar serviços dentro de leitos utilizou uma pá mecânica, um caminhão caçamba e equipamentos de proteção como máscaras, luvas e sacos plásticos apropriados para a retirada do animal.

A Comurg orienta que a população solicite o recolhimento de animais mortos pelo telefone (62) 3524-3414 ou pelo aplicativo de WhatsApp (62) 98596-8555. Em média, a remoção é realizada em até duas horas após o acionamento das equipes.

Já a coleta de animal morto em residência particular é feita pela Companhia mediante a cobrança de uma taxa de R$ 3,74 por quilo, sendo que o peso mínimo tem como base 10 quilos. A solicitação deve ser feita pelos mesmos telefones. Por determinação legal, a coleta e destinação final de animais mortos é de responsabilidade do proprietário.

Todos os animais de pequeno ou grande porte são direcionados ao aterro sanitário e caso o dono decida levar o animal diretamente ao aterro, não é cobrada a taxa.

“O descarte irregular em local público incorre em infração e provoca transtornos como mau cheiro, acidentes, surgimento de animais peçonhentos, larvas e o entupimento de bueiros, causando alagamentos no período chuvoso”, explica o presidente da Comurg, Alex Gama.

Ravena Carvalho, da editoria de Urbanização

Comurg

prefeitura de goiânia

serviços