Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Coronavírus

Centro Livre de Artes oferece atendimento online para alunos

Durante a quarentena, aulas e reuniões são realizadas por meio de aplicativos e redes sociais, inclusive para turmas da terceira idade

Publicado em: 21 de maio de 2020 às 15:51 | última atualização: 21 de maio de 2020 às 15:51

Desde que as atividades do Centro Livre de Artes (CLA), unidade da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), foram suspensas, as aulas estão sendo realizadas de forma online. Os professores se reorganizaram e desenvolveram metodologias para manter o contato com os alunos por meio das redes sociais e aplicativos. Todas as modalidades de oficinas do CLA estão com planejamento e execução de conteúdos de forma virtual, por meio de vídeos, áudios enviados diariamente aos alunos.

Uma delas é a Maria Aparecida Nunes da Silva, aluna da modalidade Ritmo, Alongamento e Relaxamento. Segundo ela, aos 73 anos de idade, tem sido um desafio, mas tem dado tudo certo. “Não é por conta dessa quarentena que vou ficar sem minhas aulas diárias de alongamento. Estou me reinventando, me adaptando e já estou me dando muito bem com o tal Whastsapp. Temos um grupo com todas nós, alunas, e a professora, muito atenciosa, nos manda todos os dias as atividades que temos que fazer. Ela manda vídeo, áudio e eu faço três vezes durante o dia. Tem dado certo, apesar da falta que sinto de ir para a aula, encontrar minhas colegas”, afirma.

A professora, Kátia Vilela tem se desdobrado para atender online sua turma de quase 40 alunas da terceira idade. “O maior desafio para elas é o uso da tecnologia. Eu tenho aluna com mais de 80 anos, mas mesmo assim tem dado certo e estamos conseguindo manter nossas aulas. Geralmente os filhos, os netos ajudam a maioria e, além disso, participam junto, o que incentiva a interação familiar, outro ponto positivo no momento. Pelo aplicativo, nos falamos em vídeo, trocamos fotos, mensagens de incentivo e isso tem nos aproximado. É uma turma que gosta muito de socializar, de conversar e estar junto. Como estamos nesta fase difícil, a alternativa tem sido essa, o que diminui a distância e mantém o carinho, o cuidado que o CLA oferece por meio das aulas em todas as oficinas”, ressalta a professora.

Segundo a diretora do CLA, Eliane Moura, o trabalho ganhou uma nova forma e um novo fôlego. “Estamos tendo que fazer coisas que nunca tínhamos feito antes. Tem sido um desafio gostoso, um aprendizado para todos nós. Estamos usando plataformas digitais, aplicativos de reunião online, redes sociais e tudo mais. Ainda bem, e graças à colaboração de toda a equipe, tem dado tudo certo e o nosso trabalho está fluindo bem. Adianto que vêm novidades por aí, não só para os alunos, mas também para toda a comunidade. Vamos lançar cursos EAD e alguns conteúdos produzidos pelos professores, que ensinam em vídeo algumas modalidades e metodologia. Estamos organizando a melhor forma possível e, em breve, daremos todas as informações”.

Lívia Máximo, da editoria de Cultura