Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Coronavírus

Central sobre o COVID-19 já atendeu mais de 6 mil ligações

Serviço é prestado por telefone e está esclarecendo dúvidas da população quanto ao novo coronavírus

Publicado em: 30 de março de 2020 às 10:37 | última atualização: 30 de março de 2020 às 10:37

A Central Humanizada de Orientações sobre o COVID-19, implantada pela Prefeitura de Goiânia desde o dia 19/03, já tem resultados positivos em muitos aspectos. Mais de 6 mil ligações foram atendidas desde o início do funcionamento .

O primeiro deles é em relação às dúvidas da população. A central está conseguindo atender todas as ligações que chegam por telefone, de forma clara e didática.  As dúvidas são variadas, mas surgem principalmente sobre opções de tratamento, unidades de coleta de exame, e protocolos que devem ser seguidos.   

“Muitos pacientes com sintomas de gripe buscam orientação e por serem atendidos na central por profissionais de saúde, como enfermeiros e médicos, os usuários acabam se sentindo mais confortáveis e seguros para seguir as orientações corretas. Isso ajuda inclusive a reduzir a exposição de pessoas que procurariam uma unidade de saúde sem necessidade”- explica Silvio Queiroz- superintendente de gestão de redes de atenção à saúde da Secretaria Municipal da Saúde de Goiânia.

A Central Humanizada de Orientações sobre o COVID-19 também tem ajudado a esclarecer muitas informações falsas sobre a pandemia, as chamadas fake news.  Quem atende as ligações está totalmente atualizado com os protocolos, com as formas de tratamento e atendimento, com as orientações do Ministério da Saúde e da Prefeitura de Goiânia.

“A central é dos canais de informações oficiais da SMS , então a população deve buscar  sempre este canal para tirar as dúvidas sobre o que é verdade ou não”- afirma Queiroz.

O serviço conta com 36 técnicos de enfermagem, 16 enfermeiros, 16 médicos e um coordenador divididos em dois turnos, 7h às 13h e das 13h às 19, todos os dias da semana, inclusive nos feriados. Nos demais horários, das 19h às 7h, o atendimento é eletrônico, informando e instruindo o usuário sobre os horários de funcionamento do serviço.

Os atendimentos são realizados da seguinte forma: Atendimento de primeiro nível se dá com os técnicos de enfermagem. Se a dúvida for sanada, encerra o atendimento. Caso não seja, passa para o segundo nível, que é o atendimento com um enfermeiro. Se o usuário ainda apresentar dúvida, ele é encaminhado para o atendimento com o médico, pelo telefone.

O telefone da Central Humanizada de Orientações sobre o COVID-19 é: 3267-6123.  

Adriana Moraes, da editoria de Saúde