Saúde

Central Humanizada registra mais de 416 mil atendimentos

Do total de atendimentos, 47% foram realizados somente neste ano, incluindo pré-cadastro de vacina contra a Covid-19 em acamados. Prefeito Rogério Cruz destaca que esse atendimento traz credibilidade e conforto, além de evitar que a pessoa se exponha, sem necessidade, em uma unidade de saúde

Publicado em: 23 de abril de 2021 às 09:09 | última atualização: 23 de abril de 2021 às 09:23

Tamanho da fonte:
-A A A+

A Prefeitura de Goiânia não mede esforços no atendimento à população, no que diz respeito ao enfrentamento ao novo coronavírus. Além da estratégia de vacinação e ações de testagem, a Central Humanizada de Orientações sobre a Covid-19 se configura como importante ferramenta de informação e serviço. Desde a sua implantação, em março de 2020, até hoje, já foram mais de 416 mil atendimentos, sendo 47% somente neste ano. 

Disponível para a população, por meio de telefone fixo e WhatsApp, a Central registrou, desde janeiro de 2021, 76.868 ligações, 51.892 contatos recepcionados pelo WhatsApp, 14.348 notificações registradas no sistema E-SUS, 19.332 monitoramentos de pacientes, 10.846 testes agendados, além de 2.109 pré-cadastros para vacinação de acamados. Os atendimentos somam um total de 194.401 em quatro meses, frente aos 416.996 desde a implantação do serviço. Isto é, quase metade dos atendimentos foram registrados nesta gestão.

O atendimento interdisciplinar prestado pela Central conta com profissionais médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Seguindo um fluxo que começa pelo técnico, é feita a triagem sobre o motivo da ligação, a partir da qual são dadas as orientações quanto a medidas de isolamento e biossegurança. Em caso de sintomas ou mais dúvidas, o usuário passa a ser atendido pela equipe de enfermagem que, por sua vez, avalia os sinais para casos moderados a graves. Por fim, caso necessário, o paciente é encaminhado para o atendimento médico. 

Além das dúvidas e atendimento quanto à Covid-19, a Central também é o canal de agendamento para vacinação dos acamados. Ademais, é um importante meio de combate às informações falsas sobre a pandemia, uma vez que os atendentes são munidos das mais recentes atualizações sobre protocolos, formas de tratamento e atendimento, seguindo orientações do Ministério da Saúde e Prefeitura de Goiânia.    

“Entendemos que a pandemia traz, diariamente, um cenário totalmente novo para a população que, naturalmente, ainda tem dúvidas e inseguranças sobre como lidar com a doença. Daí, a importância de prestar atendimento transparente e fornecer informações corretas, de forma a orientar as pessoas com segurança”, afirma Rogério Cruz, prefeito de Goiânia. “O fato de o paciente ser atendido por profissionais de saúde traz credibilidade e conforto, além de evitar que a pessoa se exponha, sem necessidade, em uma unidade de saúde”, conclui. 

O serviço funciona em dois turnos: das 7h às 13h e das 13h às 19, todos os dias da semana, inclusive nos feriados. Nos demais horários, das 19h às 7h, o atendimento é eletrônico, informando e instruindo o usuário sobre os horários de funcionamento do serviço. Para entrar em contato, basta ligar no número (62) 3267-6123 ou pelo WhatsApp (62) 3524-6305 e seguir os passos indicados pelos profissionais. 

Luciana Gomides, editoria de Saúde