Desde o início da pandemia, uma das ações estabelecidas pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), para auxiliar no combate ao coronavírus, foi a criação da Central Humanizada de Orientações sobre a Covid-19. Desde março de 2020 até o momento já foram realizados mais de 326 mil atendimentos divididos entre ligações atendidas, contatos via WhatsApp, notificações registradas no E-SUS, pacientes monitorados e testes agendados.

Os profissionais envolvidos no processo de triagem e orientação são médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que conduzem o paciente sobre a melhor forma de lidar com a doença. Os atendimentos têm início pelo técnico de enfermagem, que faz a triagem e identifica o motivo da ligação, passando as primeiras orientações sobre as medidas de isolamento e biossegurança preconizadas pelo Ministério da Saúde.

Caso o usuário esteja com sintomas ou não sanou sua dúvida, a ligação é encaminhada à equipe de enfermagem para avaliação se os sintomas estão relacionados à Covid-19, analisando os sinais de alarme para os casos moderados e graves e reforçando as orientações quanto às medidas de biossegurança.

O profissional de enfermagem notifica todos os casos suspeitos para a doença e avalia a necessidade da realização do teste e/ou atendimento presencial. Nos casos de incerteza sobre sintomas, o usuário é encaminhado para o atendimento médico. O profissional continua esclarecendo as dúvidas persistentes e aplica conduta de acordo com os sintomas registrados.

A Central é procurada diariamente e tem uma média diária de 1.116 atendimentos, sendo 354 ligações, 238 contatos recepcionados pelo WhatsApp, 112 notificações registradas no sistema E-SUS, 164 monitoramentos de pacientes, 148 testes agendados, além de 100 pré-cadastros para vacinação de acamados.

Para entrar em contato, basta ligar no número 3524-6305 ou pelo WhatsApp 3267-6123 e seguir os passos indicados pelos profissionais.

Thiago Melo, da editoria de Saúde