Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Ciência e Tecnologia

App de combate ao coronavírus já recebeu quase três mil denúncias

Ferramenta ajuda na fiscalização de aglomeração de pessoas e pontos comerciais que não são considerados serviços essenciais

Publicado em: 09 de abril de 2020 às 08:00 | última atualização: 09 de abril de 2020 às 11:45

Com a prorrogação da quarentena em todo Estado por mais 15 dias, a Prefeitura de Goiânia intensificou as ações de enfrentamento ao coronavírus na capital. Somente nas primeiras semanas de uso, o aplicativo “Prefeitura 24 horas” recebeu quase três mil denúncias, que vão desde pontos de aglomeração de pessoas, até empresas de serviços não essenciais abertas.

De acordo com o comando da Guarda Civil Metropolitana (GCM), mais de 50 lojas foram orientadas e fechadas, uma teve as mercadorias apreendidas e uma pessoa foi presa, além de termos de ocorrências que foram emitidos pela corporação.

Os números detalhados pela da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec), pasta que gerencia o aplicativo, mostraram que das quase três mil denúncias 1,6 mil são de lojas ou pontos comerciais abertos, sem seguir orientações do decreto estadual.

O comando da CGM lembra que a fiscalização continua em parceria com fiscais da Prefeitura e Polícia Militar, inclusive nos parques e praças da cidade, que, segundo as denúncias do app, são locais onde se concentram maior número de aglomerações.

De acordo com o gerente de Articulação da CCM, José Pires, equipes foram reforçadas e academias ao ar livre foram interditadas. “Vamos seguir sempre a orientação do comando, que é orientar a população a não se aglomerar e não usar os equipamentos, caso isso não resolva vamos autuar o cidadão”, afirma.

As denúncias que chegam ao aplicativo são direcionadas à Guarda Civil Metropolitana (GCM) e à Fiscalização da Secretaria de Planejamento (Seplan). As demandas são verificadas e posteriormente as equipes são deslocadas aos locais que foram denunciados.

O objetivo da ferramenta é contar com o apoio da população para evitar e combater a aglomeração de pessoas, assim como a abertura de comércios, indústrias, feiras, eventos e demais estabelecimentos que tiveram o funcionamento suspensos pelos decretos governamentais.

De forma ágil e com poucos cliques, o cidadão poderá contribuir com o Poder Público no combate ao coronavírus. Para isto, basta acessar o aplicativo (disponível nas lojas de aplicativos das plataformas android e IOS) e selecionar as opções “COVID-19 - Aglomerações”, quando identificado pelo cidadão os locais com possíveis aglomerações de pessoas, e “COVID-19 - Estabelecimento Aberto”, quando identificado pelo cidadão os estabelecimentos abertos sem autorização. A denúncias podem ser realizadas de forma anônima.

Diego Reis, da Diretoria de Jornalismo