Mulher

Secretaria da Mulher desenvolve projetos de qualificação profissional

Projetos têm como objetivo minimizar o impacto atual no cenário da empregabilidade feminina, em especial durante a pandemia.

Publicado em: 08 de abril de 2021 às 11:30 | última atualização: 08 de abril de 2021 às 11:58

O cenário de pandemia trouxe insegurança para as mulheres em relação ao futuro. Segundo os números da PNAD contínua, do IBGE, 8,5 milhões de mulheres tinham deixado a força de trabalho no primeiro trimestre de 2020. Os números mostram que as mulheres foram fortemente prejudicadas pela pandemia da Covid-19. Uma parcela expressiva de mulheres perdeu sua ocupação durante esse período, e muitas delas não conseguem uma nova inserção no mercado de trabalho.

Disposta a mudar essa realidade, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, está desenvolvendo projetos, a fim de minimizar o atual cenário da empregabilidade feminina. Entre o projetos que estão sendo desenvolvidos em parceria com outros órgãos, estão o do Instituto Padma e Secretaria Municipal de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sictec), que oferecerá 35 vagas de empreendedorismo feminino; o do Instituto Federal de Goiás (IFG), que ofertará 120 vagas para o curso Básico de Alimentação; e o do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que oferece 16 vagas para o curso de panificação e 80 vagas para o de assentamento de cerâmica.

Segundo a Secretária da Mulher, Tatiana Lemos, uma das principais competências da SMPM é a de criar programas de formação específica para as mulheres, para inseri-las no mercado de trabalho. “As mulheres foram as mais prejudicadas nesta pandemia, por isso, a Secretaria da Mulher vem desenvolvendo vários projetos voltados à qualificação profissional de mulheres para a sua reinserção no mercado de trabalho”, disse. “Estamos verificando a melhor forma de oferecer esses cursos, adequando-os aos protocolos contra a Covid-19”, complementou.

Para mais informações sobre os cursos que serão abertos, as interessadas podem entrar em contato pelo WhatsApp: 99285-7211

Roberta Amorelli, da Editoria de Políticas para as Mulheres