Mulher

Secretaria da Mulher alerta sobre crime de extorsão

Pasta recebeu denúncias de que criminosos tentaram extorquir mulheres cadastradas nos cursos de capacitação

Publicado em: 21 de maio de 2021 às 15:49 | última atualização: 01 de junho de 2021 às 11:48

Tamanho da fonte:
-A A A+
Ouça aqui

Pessoas têm se passado por profissionais da Prefeitura de Goiânia para cobrarem de forma criminosa taxa de R$ 49,90, que seria relativa a curso profissionalizante realizado pelo Senac em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres e cujas inscrições estão abertas. Mas o curso e sua inscrição são totalmente gratuitos e a Prefeitura alerta que a cobrança é falsa.

As tentativas de golpe têm sido realizadas da seguinte forma: ao acessar o grupo de WhatsApp por meio do qual as interessadas têm se inscrito, pessoas têm enviado mensagens privadas, se passando por profissionais do Executivo. Nesse contato, esses indivíduos solicitam “o repasse de R$ 49,90, que seria destinado ao governo.”

“Não existe nenhuma taxa ou valor a ser pago, seja por transferência bancária, PIX ou qualquer outro meio”, afirma a titular da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Tatiana Lemos.

A secretária também informa que todas as providências já foram tomadas e que um Boletim de Ocorrência (B.O) foi registrado na Polícia Civil. “Caso você tenha recebido qualquer mensagem solicitando que pague uma taxa de matrícula, nos avise imediatamente por meio do número de WhatsApp (62) 9285-7211”, acrescenta Tatiana.

Capacitação

Em parceria com o Senac, o Executivo abriu duas mil vagas para formação profissional de mulheres em situação de desemprego e vulnerabilidade. As habilitações visam qualificá-las para, posteriormente, inseri-las no mercado de trabalho. As inscrições ficarão abertas até o preenchimento das vagas. Os cursos são divididos em nove modalidades à distância, no modelo EAD.

Dentre os cursos ofertados, há os de Cuidadora de Idosos, Assistente de Recursos Humanos, Técnicas de Vendas, Assistente Administrativo e de Logística, Recepcionista, Estoquista, Agente Comunitário de Saúde e Operador de Caixa. A interessada precisa residir em Goiânia, ter renda inferior a dois salários-mínimos e estar matriculada ou ter cursado o ensino básico.

Márcia Abreu, da Diretoria de Redação