Assistência Social

Prefeitura reforça cuidados com população em situação de rua

Apoio psicossocial, refeições, banho, encaminhamentos para tratamentos necessários, máscaras, álcool em gel e orientações para evitar a contaminação pela Covid-19 então entre as ações da administração municipal

Publicado em: 05 de março de 2021 às 12:18 | última atualização: 05 de março de 2021 às 16:43

Tamanho da fonte:
-A A A+

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social (SEDHS), tem reforçado as ações voltadas à população em situação de rua, levando orientação quanto aos cuidados para evitar a contaminação pelo vírus da Covid-19. Distribuição de máscaras, álcool em gel e atendimento médico, além de apoio psicossocial, refeições, banho e encaminhamentos para tratamentos necessários estão entre as medidas. Além disso, a SEDHS conta com projetos sociais como a Casa de Acolhida, o Centro POP, o Serviço Especializado em Abordagem (SEAS) e o Consultório de Rua, que oferecem aos moradores de rua todo tipo de apoio e acolhimento.

De acordo com SEDHS, Goiânia tem hoje cerca de 1,2 mil pessoas em situação de rua, incluindo as que trabalham nos sinaleiros e mendigos. Deste total, 30% são homens que trabalham em semáforos vendendo algum produto para sobrevivência, 20% mulheres com crianças que mendigam ou vendem balas nos sinaleiros, 10% casais que trabalham juntos nos semáforos ou mendigam juntos com os filhos e 40% moradores de rua.

Desde o início da pandemia, equipes especializadas realizam teste de Covid e fazem a entrega de álcool em gel, sabonete, máscaras e orientam quanto ao distanciamento social, importância da higiene das mãos, uso de álcool para a desinfecção e a necessidade de se evitar aglomerações.  

Como parte das medidas emergenciais, a equipe de abordagem social da Semas intensificou o trabalho nas ruas, procurando ajudar e orientar sobre as formas de evitar a disseminação da doença e oferecendo acolhimento.

Conheça os programas sociais da Prefeitura de Goiânia desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social (SEDHS):

Centro POP
O Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop), localizado na Alameda Botafogo, Setor Central, oferece às pessoas em situação de rua alimentações diárias, orientação sobre direitos, documentação e encaminhamentos aos demais serviços da proteção social básica e da especial e demais políticas públicas, instituições afins, conselhos tutelares, delegacias especializadas e demais serviços da rede de proteção dos direitos.

O serviço é ofertado para pessoas que utilizam as ruas como espaço de moradia e/ ou sobrevivência. O espaço conta com recepção, cozinha, refeitório, banheiros com chuveiro, vestiários, lavanderia, salas de atendimento coletivo e individualizado. As pessoas acolhidas recebem kit de higiene pessoal e alimentação. Já equipe profissional do espaço é composta por coordenadores, assistentes sociais, psicólogos, advogados, educadores sociais, recepcionistas, técnicos administrativos e serviços gerais.

Serviço Especializado em Abordagem (SEAS)
Funciona de forma continuada e programada com a finalidade de assegurar o trabalho social de abordagem e busca ativa que identifique, nos territórios, a incidência de trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, situação de rua, dentre outras.

A Equipe Especializada de Abordagem Social é composta por 19 educadores sociais e um coordenador que orienta, supervisiona e acompanha todo o trabalho desenvolvido. As equipes atuam diuturnamente percorrendo as ruas de Goiânia com o objetivo de convencer as pessoas a saírem das ruas e aceitarem a ajuda e o acolhimento oferecidos pela rede de serviços assistenciais da Prefeitura. Aqueles que consentem são encaminhados para a Casa de Acolhida Cidadã  (CAC) e instituições parceiras. Além de moradia, alimentação e cuidados de higiene pessoal, as unidades oferecem atendimento psicossocial.

Consultório na Rua
Funciona com 5 equipes multidisciplinares que atendem às demandas de saúde da população em situação de rua com atendimentos presenciais de segunda-feira à sexta-feira. O programa conta com duas bases de atendimento, uma dentro do Cais Vila Nova e a outra no Cais Bairro Goiá.

Ana Paula Almeida, da Diretoria de Jornalismo