Coronavírus

Prefeitura prorroga decreto de calamidade pública em Goiânia

Objetivo é impedir a descontinuidade dos contratos da Saúde neste momento de combate à COVID-19, bem como permitir o remanejamento de recursos para a área, se necessário

Publicado em: 09 de dezembro de 2020 às 14:05 | última atualização: 09 de dezembro de 2020 às 14:05

Tamanho da fonte:
-A A A+

O prefeito Iris Rezende assinou nesta quarta-feira (9/12) decreto que prorroga a situação de calamidade pública em Goiânia em razão da pandemia de Covid-19. O decreto 2.118, que será publicado no Diário Oficial do Município ainda nesta quarta, estende os efeitos do Decreto 799, de 23 de março de 2020, por mais 180 dias.

A questão foi definida na primeira reunião da comissão de transição da Prefeitura de Goiânia, realizada na terça-feira (8/12) e anunciada pelo secretário de governo, Paulo Ortegal. "O decreto venceria em 31 de dezembro, mas tem muitos contratos que foram celebrados pela área da saúde, especialmente os processos seletivos, que não podem vencer, porque nós estamos vendo pelos meios de comunicação uma possível segunda onda da COVID-19 e nada mais justo do que, em um planejamento sério, seja prevista também a continuidade desses decretos na área da saúde", comentou o auxiliar de Iris.

O objetivo da normativa é permitir a continuidade dos contratos da Saúde, que são fundamentais para o combate ao coronavírus, bem como o remanejamento de recursos para área.

Veja o conteúdo do decreto aqui

Da diretoria de Jornalismo da Secom