Comunicação

Prefeitura decreta luto oficial de sete dias em razão da morte de Maguito Vilela

Falecimento foi oficializado pela unidade de saúde, em São Paulo, às 4h10, depois de uma batalha de mais de 80 dias contra complicações da Covid-19

Publicado em: 13 de janeiro de 2021 às 10:11 | última atualização: 13 de janeiro de 2021 às 10:11

O prefeito em exercício de Goiânia, Rogério Cruz, decretou luto oficial de sete dias, no âmbito municipal, em respeito ao prefeito licenciado Maguito Vilela, que morreu na madrugada desta quarta-feira (13/1). Ele estava em tratamento e lutava desde outubro contra as complicações ocasionadas pela Covid-19.

“Considerando o papel relevante do prefeito Maguito Vilela como homem público, bem como nas funções de vereador por Jataí, deputado estadual e federal, governador, senador e prefeito de Aparecida de Goiânia. Além de considerar que exerceu com honradez e distinção funções de imensa relevância política para o Estado de Goiás. Em razão disso, fica decretado luto oficial de sete dias pelo falecimento do prefeito Luiz Alberto Maguito Vilela”, determina o decreto que será publicado no Diário Oficial desta quarta-feira.

Maguito Vilela testou positivo para o novo coronavírus em 20 de outubro de 2020. Dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia e depois transferido para o Hospital Albert Einstein de São Paulo para continuar o tratamento. Logo em seguida, realizou o teste de coronavírus na UTI, em 3 de dezembro. Após testar negativo, ele foi transferido para um leito de UTI comum do hospital, porque não estava mais com o vírus no organismo.

Nos últimos dias, Maguito Vilela estava em tratamento específico para controlar infecções pulmonares, com antibióticos, e também com medicamentos vasoativos para controlar a pressão arterial de forma artificial. A morte foi oficializada pela unidade de saúde, em São Paulo, às 4h10, depois de uma batalha de mais de 80 dias contra as complicações da Covid-19.

Mauro Júnio, da Diretoria de Jornalismo
Foto: Edilson Pelikano