Ciência e Tecnologia

Prefeitura debate tema “Cidades Inteligentes” em simpósio virtual

Publicado em: 01 de junho de 2021 às 16:47 | última atualização: 01 de junho de 2021 às 16:47

Tamanho da fonte:
-A A A+
ouça a notícia aqui

A Prefeitura de Goiânia participou, nesta terça-feira (1/5), do evento regional da Connected Smart Cities & Mobility sobre Cidades Inteligentes. Os secretários André Rodrigues (Inovação, Ciência e Tecnologia), Horácio Mello (Mobilidade), Rafael Meirelles (Desenvolvimento e Economia Criativa) e Fábio Cammarota (Prioridades Estratégicas) participaram do simpósio, que foi virtual em razão da pandemia, e acontecerá nas 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal (DF).

De acordo com ranking da Connected Smart Cities, Goiânia ocupa a 3ª posição no Centro-Oeste e a 22ª colocação entre cidades com mais de 500 mil habitantes no Brasil no quesito “Cidades Inteligentes”.

“Foi muito importante a participação de vários secretários, da sociedade civil e da iniciativa privada. É um tema que traz um ecossistema tecnológico e de oportunidades, pois iremos estabelecer integração da gestão, mudança de cultura, agilidade, acessibilidade dos serviços, empreendedorismo e qualidade de vida. São essas as nossas diretrizes e que têm a determinação do prefeito Rogério Cruz”, explicou o secretário Fábio Cammarota, do Escritório de Prioridades Estratégicas.

O titular da Secretaria de Mobilidade, Horácio Mello, destacou que o Projeto Cidades Inteligentes requer um trabalho interligado de várias áreas. Ele destacou que, no que diz respeito ao transporte coletivo, a Prefeitura de Goiânia estuda ações especiais a partir dos pontos de ônibus, com micro sustentabilidade e energia solar. “Para isso, buscamos financiamento internacional. É um projeto a longo prazo”, ressaltou.

O secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia, André Rodrigues, enfatizou que as tecnologias auxiliarão na busca por segurança para a população. “Goiânia ainda não tem monitoramento completo de todas as suas vias, o que será iniciado em breve”, disse.

Na última quinta-feira, o prefeito Rogério Cruz esteve em Foz do Iguaçu (Paraná), onde conheceu, em Itaipu, o maior sandbox do Brasil, local seguro e isolado para testes de inovação e novas aplicações. O objetivo foi buscar experiências e tecnologias para a implantação do Projeto Cidade Inteligente em Goiânia.

O projeto pretende transformar a capital em uma cidade modelo para inovações na área de segurança e mobilidade. Uma das ideias da gestão municipal é levar a tecnologia para duas regiões: Campinas e Rua 44. “Nossa cidade cresce a cada dia e queremos que ela se desenvolva de maneira tecnológica. Campinas tem um comércio muito forte, lá seria o local para começar o projeto. Em seguida, levaríamos para a região da 44, importante polo de moda”, destacou Cruz.

Connected Smart Cities & Mobility

O Encontro Regional Goiânia é o 2º da Região Centro-Oeste e o 15º da agenda da Connected Smart Cities & Mobility e faz parte das iniciativas da sétima edição do evento nacional Connected Smart Cities & Mobility, que acontece, em São Paulo, entre os dias 01 e 03 de setembro de 2021, e conta com programação pré-evento. O primeiro encontro foi realizado em Salvador; seguido por Vitória; Belém; Campo Grande; Curitiba; Maceió; Manaus; Recife; Rio de Janeiro; Rio Branco; Fortaleza; Porto Alegre; Palmas; e São Luís.

Conforme estudo da plataforma, no indicador geral, Goiânia subiu quatro posições e figura entre os 36 municípios mais bem posicionados do País.