Esporte

Prefeitura de Goiânia libera realização de eventos esportivos sem público

Publicado em: 12 de maio de 2021 às 19:38 | última atualização: 12 de maio de 2021 às 19:38

Tamanho da fonte:
-A A A+

Após solicitações de entidades e associações esportivas, o decreto nº 2.844 da Prefeitura de Goiânia flexibilizou a realização de eventos esportivos na capital. Com esta novidade, competições profissionais e amadoras voltam a ser realizadas na capital. Há quase dois meses, as competições de Confederações já estão liberadas com seus devidos protocolos. Desta vez, as atividades amadoras também estão incluídas no novo decreto.

"O trabalho conjunto das secretarias dos Esportes e de Saúde está viabilizando o retorno do calendário esportivo em nossa cidade. Em breve, estaremos executando todos os eventos que estão em planejamento desde o início da nossa gestão", ressalta o prefeito Rogério Cruz.

No decreto, ficou definido que "estabelecimentos destinados à prática de esportes coletivos, limitado à capacidade que assegure distância de 1,5m (um vírgula cinco metros) entre as pessoas e mantido o distanciamento de 2,25 m² (dois vírgula vinte e cinco metros quadrados) por pessoa para efeito de cálculo da capacidade de cada ambiente".

O secretário Álvaro Alexandre (SMESP) comemorou o decreto. "Já era um pedido antigo dos desportistas goianienses. Quando levei as demandas ao secretário Durval Ferreira (SMS), ele de imediato entendeu a importância de estabelecer novas normas para esse público que tanto foi prejudicado por conta da pandemia de Covid-19", conta o secretário dos Esportes de Goiânia.

O superintendente da SMESP, Willian Mendes, foi um dos encarregados por receber os pedidos das entidades esportivas para a confecção do decreto. "Foram várias demandas solicitadas. É claro que não conseguimos atender a todas. Mas, na medida do possível, estamos flexibilizando o possível, de forma responsável. A pandemia ainda está aí, mas com a aceleração da vacinação por parte da Prefeitura, em breve teremos a volta do público nos jogos e competições", conta o superintendente dos Esportes de Goiânia.

Arthur Magalhães, da editoria de Esportes