Estamos migrando o conteúdo dos antigos sites da Prefeitura. Se não encontrar o que está procurando, CLIQUE AQUI e acesse o site antigo.

VOLTAR para o site antigo.

BETA i

Comunicação

Prefeitura amplia vagas na Educação com obras de infraestrutura

Além da retomada das obras de 11 Cmeis, atual gestão implantou salas modulares e escolas em tempo integral

Publicado em: 12 de fevereiro de 2020 às 10:36 | última atualização: 12 de fevereiro de 2020 às 10:36

A Prefeitura de Goiânia realizou nos últimos três anos importantes obras de  infraestrutura na área da Educação na capital. Ao todo, foram sete Cmeis inaugurados até o primeiro trimestre de 2019, 52 salas modulares implantadas, além da entrega de 12 escolas em tempo integral e até o fim deste ano, mais unidades serão construídas e todos Cmeis paralisados retomados e entregues.

De acordo com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, 2020 será o ano das realizações e muitas obras serão entregues à população. “É um compromisso meu, vamos entregar Goiânia ao nosso sucessor bonita e bem arrumada, com mais unidades de educação, motivo de orgulho da população goianiense”, destacou.

Iris lembrou ainda  da retomada de 11 Cmeis que estavam paralisados desde a gestão anterior, são eles: Buena Vista III, Jardins Cerrado IV, Grande Retiro, Jardim Real, Solar Ville, Center Ville, Residencial Mendanha, Bairro Floresta, Parque Atheneu II, Vila Santa Helena e Jardins do Cerrado VII. Todos foram licitados e serão entregues ainda neste ano.

Além das inaugurações, a implantação das salas modulares se mostrou eficaz ferramenta na criação de novas vagas na rede municipal de Educação. As salas modulares são uma opção rápida e de custo reduzido que consistem em estruturas feitas de aço de alta resistência, com paredes de painel isotérmico, que portam sistemas elétricos, lógicos, hidráulicos e de refrigeração, normatizados pelos órgãos de vigilância responsáveis. A primeira instituição que  recebeu a estrutura foi a Escola Municipal Antônia Maranhão do Amaral, no Residencial Nelson Mandela. Somente lá, foram criadas 400 vagas.

Segundo o secretário municipal de Educação, Marcelo Costa, as obras que estão sendo retomadas ampliam o número de vagas e possibilitam mais qualidade de ensino no município. “Isso aumenta significativamente o atendimento pedagógico e estrutural para crianças de seis meses a quatro anos de idade. Seguimos mais fortes em firmar a Educação pública de qualidade que Goiânia merece”, declarou.

No início da gestão, a rede municipal de ensino contava com 22 escolas de tempo integral. Até agora, o atendimento na modalidade foi ampliado para 34 unidades, mediante a inclusão de seis escolas municipalizadas, uma inaugurada (E.M. Professora Lousinha) e cinco convertidas. Para este ano, serão convertidas mais quatro unidades (EM Ana das Neves, EM Abrão Rassi, EM Vila Rosa e EM Maria Genoveva).

Diego Reis, da Diretoria de Jornalismo.